iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

03/03 - 12:26

Apesar da reserva no Manchester City, Elano curte boa fase na seleção

Meia comemorou atuação com a amarelinha e lembrou de jogos contra a Argentina e a Itália

EFE

MANCHESTER (Inglaterra) - O meio-campo Elano, do Manchester City, disse estar muito satisfeito com as boas atuações nos últimos amistosos da seleção brasileira e não parece preocupado com o fato de ser reserva na equipe inglesa.

Em entrevista publicada no site da Fifa, o ex-jogador do Santos e do Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, falou sobre a situação bastante curiosa, pois conta com a confiança de Dunga e não consegue espaço no clube comandado pelo galês Mark Hughes.

O meia esteve nos planos do treinador da seleção desde que ele assumiu, após o fracasso na Copa de 2006, com a missão de reconstruir o grupo. O jogador foi destaque na goleada de 3 a 0 sobre a Argentina em Londres, naquele mesmo ano, e também brilhou na vitória de 2 a 0 sobre a Itália, em fevereiro.

"Sem dúvida, as atuações contra Argentina e Itália estão entre as melhores da minha vida. A seleção tem sido como um sonho para mim.

Agradeço muito ao Dunga pela sequência de jogos e estou feliz por ganhar a confiança dele", disse o jogador, de 27 anos.

A reportagem no site da Fifa também reproduz uma declaração do próprio Dunga reafirmando as qualidades de Elano: "Sempre tive total confiança nele. Embora não viva boa fase atualmente no clube, mas o conheço e sei do que é capaz. Agora, mais do que nunca, ele tem de pensar positivamente", disse o capitão do Brasil na conquista da Copa de 1994.

No jogo contra a Itália, também no Emirates Stadium de Londres, Elano fez um gol e deu o passe para o outro, feito por Robinho em belo lance.

As atuações na seleção campeã da Copa América de 2007 fizeram com que Elano trocasse a Ucrânia pela Inglaterra. Ele até foi bem em sua primeira temporada, sob o comando do sueco Sven-Goran Ericsson, com dez gols em 39 jogos. Agora ele tenta buscar espaço.

"O técnico tem sua forma de trabalhar e eu não faço parte de sua filosofia, tenho de respeitar isso. Obviamente é uma situação difícil de estar, já que sempre quero jogar. Mas a cada treino me esforço ao máximo para mostrar que sou bom o suficiente", afirmou.

O meia pensa em conversar com Dunga sobre sua situação na equipe inglesa, já que o treinador "está no topo da lista das pessoas que tem de agradar".

"O que me motiva mais é o desejo de permanecer nos planos e jogar bem pela seleção. Sei que a fase no City vai passar, então penso agora no futuro. Meu principal objetivo é disputar a Copa de 2010 e acho que estou no caminho certo", comentou.

Por enquanto, ele parece estar certo: dos 36 jogos com Dunga à frente da equipe, o meia esteve em 34, sendo 19 como titular. Além disso, marcou seis gols.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias