iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

13/01 - 20:21

Dar viagra aos jogadores é doping, diz médico colombiano
"O viagra é um vasodilatador e como tal permite a entrada de mais oxigênio, de mais sangue nos tecidos, e seria considerado uma substância dopante"

EFE

BOGOTÁ (Colômbia) - O médico da seleção colombiana, Héctor Fabio Cruz, disse hoje que a ideia do Grêmio de dar viagra aos jogadores poderia ser considerada doping, pois o remédio ajuda a melhorar o rendimento dos atletas. "O viagra é um vasodilatador e como tal permite a entrada de mais oxigênio, de mais sangue nos tecidos, e seria considerado uma substância dopante", disse Héctor Cruz à rádio Caracol.

O médico da seleção colombiana acrescentou que o viagra "entraria entre os medicamentos que melhoram o rendimento esportivo e, portanto, a ideia de recomendá-lo aos atletas não pode ser nem cogitada".

Héctor Cruz é considerado uma das principais autoridades da medicina esportiva na Colômbia, e trabalha ainda no América de Cali, atual campeão nacional. O Grêmio cogitou a possibilidade de administrar viagra a seus jogadores para reduzir os efeitos da altitude durante a Copa Libertadores.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias