iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

07/12 - 20:21

Geninho: 'Muitos me chamavam de louco quando vim para cá'
"Mas eu aceitei o desafio. Nunca acreditei que a gente iria cair", disse o treinador

Gazeta Esportiva

CURITIBA - Em 2001, quando o Atlético-PR foi campeão brasileiro, o técnico era Geninho. Agora, sete anos depois, o mesmo treinador foi o responsável por livrar o Furacão do rebaixamento. Depois da vitória em cima do Flamengo neste domingo, o comandante desabafou.

“Quando eu vim para cá, muita gente me desacreditava. Muitos amigos meus me chamavam de louco. Mas eu aceitei o desafio. Nunca acreditei que a gente iria cair. Os jogadores também começaram a acreditar, a torcida jogou junto e nós conseguimos escapar. Agora, quando o Atlético joga na Arena é quase imbatível”, desabafou Geninho.

Para voltar à Arena da Baixada, o treinador aceitou ganhar menos do que recebia no clube em que estava. Esta história é conhecida pelos torcedores. Mas Geninho mostrou o outro lado. Na verdade, o comandante fez um acordo com a diretoria. “Eu fiz uma aposta em mim. Eu reduzi bastante meu salário para vir para cá. Mas eu fiz um acordo com a diretoria que se o Atlético não caísse o clube iria me ressarcir na diferença do que eu ganhava em outro clube. E eu acho que o Atlético irá me pagar isto com todo o prazer”, brincou Geninho.

O Atlético-PR terminou o Campeonato Brasileiro na 13ª colocação com 45 pontos e garantiu uma vaga na Copa Sul-americana do ano que vem.

Leia mais sobre: Geninho Atlético-PR

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias