iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

06/12 - 08:19

Muricy vê justiça nos “finalistas” do Brasileirão

“São Paulo e Grêmio foram os times mais regulares e isso é o mais importante em campeonatos de pontos corridos", disse o técnico

Redação com Gazeta Esportiva


BRASÍLIA - Apesar de ser disputado no sistema de pontos corridos desde 2003, o Campeonato Brasileiro deste ano chega à última de suas 38 rodadas com dois “finalistas” envolvidos em diferentes partidas: São Paulo e Grêmio. Separados por três pontos na tabela, os tricolores paulista e gaúcho terão verdadeiras decisões diante de Goiás e Atlético-MG, respectivamente, para tentar abocanhar a taça de campeão nacional no próximo domingo.

A vantagem é do time da capital paulista. O São Paulo, líder do Campeonato Brasileiro, precisa apenas de um empate contra o Goiás para ficar com o hexa, sendo o terceiro título consecutivo. Já o Grêmio precisa torcer pelo tropeço do time do Morumbi e ainda vencer o Atlético-MG em casa. Os jogos estão marcados para às 17h (horário de Brasília)

Questionado sobre quem merece ser o dono do título da temporada, o técnico Muricy Ramalho fez uma rápida análise da competição e rotulou como justa a disputa restrita entre são-paulinos e gremistas.

Gazeta Press
SP
Vencedores do rachão neste sábado, Éder, André Lima, Richarlyson e Bosco comemoram


“São Paulo e Grêmio foram os times mais regulares e isso é o mais importante em campeonatos de pontos corridos. O Grêmio foi melhor no primeiro turno, depois teve uma queda natural. O São Paulo não foi tão bem no primeiro, mas melhorou no segundo. Acho justo”.

Em vantagem na corrida contra o colega Celso Roth para arrematar o título, Muricy descartou classificar 2008 como um ano profissionalmente bom. “Ano bom seria se eu ganhasse Paulista, Libertadores, Sul-Americana e Brasileiro. Não deu. Os outros times não concordaram”, brincou, arrancando sorrisos dos presentes.

O técnico também negou que uma nova conquista vá “amolecer” um pouco seu jeito em 2009, quando iniciará seu quarto ano seguido à frente do time do Morumbi. “No Brasil a memória é muito curta. Ganhou, acabou. Tem que ganhar de novo”, concluiu.

Rogério Ceni comentou sobre o peso do fator psicológico na decisão; assista:


Leia mais sobre: Muricy Ramalho São Paulo Grêmio Brasileirão



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Vipcomm

Decisão do Brasileiro
Muricy comanda último treino do São Paulo em casa antes do jogo contra o Goiás

Topo