iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

06/12 - 20:24, atualizada às 14:44 07/12

Contra Vitória, Vasco define seu destino em 2009

Time carioca precisa vencer e ainda contar com uma combinação de resultados para escapar da 2ª divisão em 2009

Gazeta Esportiva

 

RIO DE JANEIRO - Após uma campanha marcada pela irregularidade dentro das quatro linhas e pelas brigas políticas fora delas, o Vasco chega à última rodada do Campeonato Brasileiro em situação dramática. Com 40 pontos e na 18ª colocação, o time enfrenta o Vitória neste domingo, às 17 horas (horário de Brasília), em São Januário, sem depender das próprias forças para permanecer na Série A.

Para evitar o rebaixamento, a equipe precisa vencer e torcer por, pelo menos dois de três resultados de seus concorrentes diretos. Os cruzmaltinos torcem para que Figueirense (41 pontos) e Atlético-PR (42) não vençam Internacional e Flamengo, respectivamente. Além disso, os cariocas também terão de torcer por uma derrota do Náutico diante do Santos.

Enquanto o Vasco vive a agonia do fantasma do rebaixamento, o Vitória soma 49 pontos e chega à última rodada já classificado para a Copa Sul-americana. Por isso, o elogiado time de Vagner Mancini apenas cumpre tabela, e pode definir o rebaixamento cruzmaltino – assim como fez com o Palmeiras em 2002, em vitória sobre os paulistas por 4 a 3 no Barradão.

Para um dos jogos mais dramáticos de toda a sua centenária história, o Vasco novamente terá a força de sua torcida, que esgotou os mais de 24 mil ingressos colocados à venda. O apoio que vem das arquibancadas é um ingrediente de confiança para que o time cruzmaltino pelo menos faça a sua parte neste domingo.

“A nossa torcida tem sido maravilhosa e está de parabéns por todo o apoio que tem nos dado. Este jogo será como a conquista de um título para todos nós e espero que toda torcida saia daqui feliz”, afirmou o goleiro Rafael.

Por um pedido do técnico Renato Gaúcho, o placar eletrônico de São Januário não informará o resultado dos outros jogos, já que o treinador quer manter seus jogadores concentrados na partida. Mas o próprio Renato sabe que será difícil não saber o que estará acontecendo no duelo dos rivais.

“Se eu falar que não estarei atento será mentira, até pela reação dos torcedores. Mas, em primeiro lugar, estarei com a minha equipe. Alguém vai acabar me passando os outros resultados”, comentou o treinador.

Renato tem alguns desfalques para o jogo decisivo. O zagueiro Vílson, que atuou improvisado na lateral esquerda contra o Coritiba, recebeu o terceiro cartão amarelo e não joga. Desta maneira, Johnny deve ser improvisado na ala. Também suspenso, o zagueiro Eduardo Luiz é outra baixa no Vasco. O jogador será substituído por Jorge Luiz, que retorna ao time após cumprir suspensão.

E sem saber se começa ou não jogando, o atacante Edmundo deve se despedir do futebol neste domingo. O jogador, que disputa vaga com o zagueiro Fernando, já confirmou que pretende pendurar as chuteiras após o Campeonato Brasileiro, apesar das tentativas do presidente Roberto Dinamite de dissuadi-lo da idéia.

No Vitória, o técnico Vagner Mancini sinalizou que poderia escalar uma equipe mista na última rodada, mas acabou mudando de idéia e chega ao Rio de Janeiro com os melhores jogadores que têm à disposição. “Eu pensei realmente em colocar um time misto. Mas seria injusto com a competição desmerecer assim. Por isso, o Vitória vai completar sua participação com sua força máxima”, anunciou o treinador rubro-negro.

De desfalque, Vagner Mancini tem apenas o goleiro Viáfara, que ganhou férias após se machucar no último final de semana. Por outro lado, o zagueiro Leonardo Silva, o meia Leandro Domingues e o atacante Robert voltam ao time baiano neste domingo.

FICHA TÉCNICA
VASCO DA GAMA X VITÓRIA

Local: Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 7 de dezembro de 2008, domingo
Horário: 17 horas (horário de Brasília)
Árbitro: Alício Pena Júnior (Fifa-MG)
Assistentes: Márcio Eustáquio Santiago (MG) e Helberth Costa Andrade (MG)

VASCO: Rafael, Wagner Diniz, Jorge Luiz, Odvan e Johnny; Jonílson, Mateus, Mádson, Alex Teixeira; Leandro Amaral e Edmundo (Fernando)
Técnico: Renato Gaúcho

VITÓRIA: Gléguer, Marco Aurélio, Marcelo Batatais, Leonardo Silva e Marcelo Cordeiro; Vanderson, Renan, Leandro Domingues e Willans; Marquinhos e Robert
Técnico: Vagner Mancini


Leia mais sobre: Vasco Vitória Brasileirão



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

Campanha no Vasco
Torcedores acreditam na recuperação do time e pedem para que Edmundo fique até o final de 2009

Topo