iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

04/12 - 16:21

Shevchenko admite má atuação em vexame do Milan
Ucraniano reconhece que poderia ter feito mais, já que perdeu várias chances de gol, inclusive frente a frente com o goleiro

Gazeta Esportiva

MILÃO (Itália) - O atacante Andriy Shevchenko até deixou sua marca, mas não evitou a derrota por 2 a 1 do Milan diante da Lazio, em pleno San Siro, pela Copa da Itália. O ucraniano, porém, reconhece que poderia ter feito mais, já que perdeu várias chances de gol, inclusive uma frente a frente com o goleiro, após passe do brasileiro Kaká. Após o jogo, reconheceu que ficou devendo.

“A equipe teve muitas oportunidades, eu mesmo perdi algumas delas. Tenho que encontrar a tranqüilidade na cara do gol para marcar, acabei errando naquela bola do Kaká. Se tivesse marcado antes, teria ajudado muito o time. O jogo seria bem diferente”, lamentou o ucraniano, culpando também a expulsão do volante Emerson, na metade do segundo tempo, pela eliminação.

“Ficamos sentidos porque esperávamos a vitória, mas infelizmente ficamos em inferioridade numérica e eles empataram em uma cobrança de pênalti. Com dez, certamente foi mais difícil jogar”, apontou.
Mesmo com um a menos, Sheva conseguiu abrir o placar para o Milan aos 29 minutos da etapa final. Zárate, cobrando pênalti aos 42, deixou tudo igual, e Pandev, logo aos dois do primeiro tempo da prorrogação, garantiu à Lazio uma vaga nas quartas-de-final da Copa da Itália.

O técnico Carlo Ancelotti, que mandou o time a campo com os brasileiros Dida, Kaká, Ronaldinho Gaúcho e Emerson de titulares, também lamentou a expulsão do volante.

'Não devemos fazer um drama por esta derrota mesmo porque no decorrer desta partida aconteceram tantas coisas que nos prejudicaram, como a expulsão de Emerson a meia hora do final da partida. A equipe demonstrou caráter apesar da inferioridade numérica e também conseguiu marcar um gol. Poderíamos só ter evitado o pênalti”, reclamou.

Sobre a atuação de Shevchenko, o treinador da equipe rubro-negra evitou se queixar das chances perdidas e destacou a vontade do atacante. “Avalio como muito positiva a sua apresentação, cresceu muito. Criou diversas oportunidades, se movimentou da maneira correta e também conseguiu o gol', relembrou.

Quem ganhou muitos elogios de Ancelotti foi Dida, que defendeu quase tudo no duelo ante os romanos. “Dida foi muito bem, readquiriu a segurança que estava lhe faltando e a crença em si mesmo. Está trabalhando bem. É um grande goleiro, ele sempre foi e sempre será”, concluiu o técnico.

Eliminado da Copa da Itália, o Milan volta a campo no domingo, quando pega o Catania pelo Campeonato Italiano.

Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo