iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

04/12 - 14:36

No Bota, jogo com Palmeiras é visto como chance de mostrar serviço

Jogadores querem convencer o técnico Ney Franco de que tem capacidade para continuar no elenco, em 2009

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - O Botafogo vai se despedir do Campeonato Brasileiro neste domingo, às 17 horas (Brasília), quando vai medir forças com o Palmeiras no Palestra Itália. O Glorioso apenas cumpre tabela, pois já está classificado para a próxima Copa Sul-Americana.

Mesmo assim o duelo contra o Verdão é visto por muitos atletas botafoguenses como a possibilidade de mostrarem serviço, visando à renovação de contrato.

“Para muitos jogadores que estão com contrato por se encerrar esse jogo é sim uma oportunidade de mostrar serviço para a comissão técnico. Quero provar que tenho condições de permanecer no Botafogo em dois mil e nove e como titular, principalmente porque se especula que o Renato Silva pode sair, assim como o André Luis. Vou me empenhar ao máximo, pois sei que uma vitória contra o Palmeiras seria um resultado muito importante para fecharmos a temporada bem e deixarmos uma boa impressão”, afirmou o zagueiro Emerson.

Opinião semelhante tem o atacante Alexsandro, que marcou o gol do time na derrota de 3 a 1 para o Figueirense no fim de semana passado. O jogador, que é declarado torcedor botafoguense, foi contratado no início do Campeonato Brasileiro após se destacar pelo Resende no Campeonato Carioca. Porém desde que Cuca deixou General Severiano ele teve poucas oportunidades de mostrar serviço.

“Gostaria muito de poder mostrar que tenho condições de ficar no Botafogo e brigar pela condição de titular na próxima temporada. Já procurei aproveitar a chance que tive contra o Figueirense, marcando inclusive um gol, e também pretendo, se jogar contra o Palmeiras, ajudar o time. O Botafogo conta com grandes jogadores no ataque, mas também quero meu espaço e por isso estou trabalhando com empenho, mas respeitando a todos”, declarou o atacante.

Para o goleiro Renan, que tem contrato em vigor e permanência assegurada na próxima temporada em General Severiano, a luta é para mostrar que pode ser mesmo o dono da camisa 1 em 2009. As chances dele são grandes porque o uruguaio Castillo, que está em tratamento no departamento médico, tem seu salário considerado alto pela próxima diretoria e deverá ser dispensado.

“Vou entrar em campo contra o Palmeiras pensando em dar o meu melhor como sempre faço. Independentemente de valer alguma coisa ou não pelo Botafogo vou representar o clube que tenho muito respeito. Sobre ser titular ou não em dois mil e nove eu deixo isso para a comissão técnica. Estou sempre preparado para jogar, mas sei que o Botafogo também conta com grandes goleiros em seu elenco”, disse Renan.


Leia mais sobre: Botafogo Ney Franco



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo