iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

04/12 - 11:51

“Feliz”, Simplicio garante: seu futuro é no Palermo

Volante no São Paulo, Fábio Simplicio agora é meia-atacante indispensável no esquema do Palermo

Gazeta Esportiva

ROMA (Itália) - Já há quatro anos no futebol italiano, os dois últimos passados no Palermo, Fábio Simplicio considera-se mais adaptado do que nunca ao estilo de jogo do país da bota. E mais: após ter sido decisivo na vitória da equipe siciliana sobre o Milan, no último domingo, o agora meia-atacante garante que seu futuro é rosanero .

Um dos grandes nomes da ascensão do Palermo no futebol italiano desde que chegou ao clube no mercado de verão de 2006, Simplicio afirma que não pretende deixar a Sicilia tão cedo. “Aqui sou feliz, por isso estarei contentíssimo se renovar rapidamente o meu contrato. Para mim seria belo poder prolongar minha permanência. Creio que não haverá problemas”, afirmou em conferência de imprensa o jogador, cujo vínculo se encerra no ano que vem.

Antes insatisfeito com o fato de ter figurado na reserva por praticamente toda a temporada passada, na qual era treinado por Stefano Colantunoso, o antigo são-paulino reencontrou seu melhor futebol com a chegada de Davide Ballardini. O motivo, segundo o próprio brasileiro, é seu posicionamento em campo: atua agora como meia-atacante, posto no qual brilhou diante do Milan marcando um gol.

“Atuar como trequartista (na ligação) não é fácil porque devo ditar o ritmo aos atacantes, porém estou contente pelo meu rendimento”, disse Simplico, que garante estar valorizado no plantel de Ballardini. “Se você me perguntar quando eu me sinto fundamental à equipe em uma escala de 1 a 10, digo 10. O nosso técnico me deu a função certa e isso me faz sentir um jogador importante”.

Cumprimentos de Kaká e Ronaldinho: E não foi apenas a torcida do Palermo, e a Internazionale, líder isolada do Campeonato Italiano, que cumprimentaram Fábio Simplicio após a derrota do Milan. O meia assegura que recebeu os aplausos também dos compatriotas Ronaldinho Gaúcho e Kaká – o camisa 22, suspenso, não pôde viajar à Sicília. .

“Ao término da partida Ronaldinho veio me cumprimentar, o que me deu um prazer imenso – não é todo dia que recebemos elogios de um atleta desse quilate”, afirmou o destaque rosanero, que conversou também com seu ex-companheiro de São Paulo. “Além disso, Kaká me enviou uma mensagem de texto. Ele é sempre gentil nos nossos confrontos”.


Leia mais sobre: Fábio Simplicio Palermo



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo