iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

03/12 - 20:15

Perdido, River dispara para todos os lados em busca de treinador

Lanterna na Argentina, time vem sondando vários técnicos para assumir posto deixado por Diego Simeone no último mês

Gazeta Esportiva

BUENOS AIRES (Argentina) - Não é apenas dentro de campo que o River Plate vem mostrando sinais de trapalhadas. Último colocado do Torneio Apertura do Campeonato Argentino, o time vem sondando vários técnicos para assumir o posto deixado por Diego Simeone no último mês.

Até agora, três treinadores já foram sondados: entre eles Sérgio Batista, campeão olímpico com a seleção argentina nos Jogos de Pequim-2008. Mas as reuniões devem continuar, conforme o diário Olé.

Por enquanto, o River vem sendo comandado pelo interino Gabriel Rodríguez, que em 2009 deverá retornar para treinar as categorias de base do time do Monumental de Nuñez. Com mais duas rodadas pendentes o fim do Apertura, e o River precisando de uma atuação brilhante no Clausura para não correr o vexame de ser rebaixado um ano depois de se sagrar campeão, a cúpula do clube vai em busca de um treinador. Resta saber qual.

Inicialmente, a equipe portenha das margens do Rio da Prata fez contato com Ramón Díaz, que por estar atualmente no América do México acabou recusando a oferta. O presidente José María Aguillar, depois disso, decidiu tentar outros nomes. Sem prioridade.

Aguillar se encontrou nesta quarta-feira com Batista, que se mostrou interessado no cargo. Mas um dia antes o mandatário do River Plate havia se reunido com Nestor Gorosito, responsável por levar o Argentinos Juniors à semifinal da Copa Sul-americana deste ano. Omar Labruna, do Gimnasia y Esgrima de Jujuy, também foi contatado. O ex-volante Diego Cagna, técnico vice-líder do Apertura com o modesto Tigre, ainda aparece como opção, assim como Américo Gallego, do mexicano Tigres. E a definição do ‘sorteado’ deverá demorar para sair.

Tanta é a desorganização do River Plate, que planeja recontratar o meia Ariel Ortega, dispensado do clube no meio do ano por problemas com o alcoolismo. Aos 34 anos e sem conseguir emplacar no Independiente de Rivadavia, da segunda divisão, o Burrito pode nem jogar. O interesse dos dirigentes é que o meio-campista retorne para exercer uma função de união no grupo.

Em seu artigo publicado nesta quarta, o Olé não poupou o clube de sua visão crítica: “Se você é treinador, mantenha seu celular ligado 24 horas por dia e não se surpreenda se receber um convite para ser técnico do River”, provocou o jornal, que ainda fez um trocadilho com a sigla de diretor técnico. “No River, DT significa dança de técnicos”.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo