iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

03/12 - 19:09

Kléber fala até em chorar na frente do presidente do Dynamo

“De repente, com a minha presença, ele fica comovido. Quem sabe eu possa dar uma chorada na frente dele”

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Vale tudo para o atacante Kléber conseguir a permanência no Palmeiras em 2009. Por isso, o atacante segue para a Ucrânia após a partida de domingo contra o Botafogo, pela última rodada do Campeonato Brasileiro, com o objetivo de sensibilizar o presidente do Dynamo de Kiev, Ihor Suker.

O Palmeiras sonha até com um novo empréstimo do Gladiador. “O que foi me passado é que dificilmente o Dynamo aceita esse tipo de negociação”, respondeu Kléber, que já tem em mente uma tática para a conversa com Suker. “De repente, com a minha presença, ele fica comovido. Quem sabe eu possa dar uma chorada na frente dele”, emendou.

Porém, Kléber está ciente das dificuldades de sua continuidade no Parque Antártica. Se não conseguir um novo empréstimo, o Palmeiras precisa de US$ 4 milhões (cerca de R$ 10 milhões) para garantir 50% dos direitos do Gladiador (a outra metade seria bancada por um grupo de investidores).

Depois do treino desta quarta-feira, Kléber chegou a conversar com o gerente de futebol Toninho Cecílio e recebeu a garantia de que todos os esforços serão feitos para sua permanência na capital paulista. Só que o jogador prefere continuar com os pés no chão.

”Muitos vão sair, é normal em um time de futebol. Sei que o Palmeiras está fazendo todos os esforços, mas, por enquanto, a realidade é que o jogo contra o Botafogo é o meu último pelo Palmeiras”, alertou o atacante.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo