iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

03/12 - 14:14

Jonílson usa experiência própria para salvar Vasco da degola
"Essa torcida é muito apaixonada e não merece Segunda Divisão", disse o volante que perdeu os pais aos 10 anos

 

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - Se a qualidade técnica do Vasco tem deixado a desejar neste Campeonato Brasileiro, pelo menos no quesito raça a equipe tem se empenhado para evitar que o clube seja rebaixado pela primeira vez em sua história. Um dos exemplos de determinação em campo, o volante Jonílson relembra as suas próprias dificuldades na vida para seguir acreditando que o Vasco possa conseguir os resultados que precisa, no próximo domingo, para permanecer na Primeira Divisão.

“Já passei por tanta coisa ruim na minha vida, que hoje nem era para eu estar aqui jogando futebol. A minha história de vida é um milagre, por isso eu acredito no que possa parecer impossível”, contou para depois acrescentar.

“Perdi meus pais com 10 anos de idade, andava a pé para treinar, porque não tinha dinheiro para a passagem. Quando eu tinha, o dinheiro nunca dava para a viagem toda, e eu tinha que descer no caminho. Usei roupas usadas, tênis rasgados, muitas das vezes não tinha arroz, nem feijão para comer. Foi muito difícil”, afirmou o volante ao site oficial do Vasco.

Há quase um ano no Vasco, Jonílson garante estar totalmente identificado com o clube e com a torcida, a quem não poupa elogios pelo apoio demonstrado na fase mais difícil que o Vasco atravessa em sua história.

“No último sábado, aqui em São Januário durante o treino, a torcida abriu um bandeirão. Era muito lindo. Eu tocava a bola durante o treino e observava a arquibancada. Aquilo me arrepiava. Essa torcida é muito apaixonada e não merece Segunda Divisão”, discursou o volante cruzmaltino.


Leia mais sobre: Vasco Jonílson



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo