iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

03/12 - 20:20

Brasileiros dão vexame e Milan é eliminado pela Lazio

Jogando em San Siro, o time rubro-negro perdeu da Lazio por 2 a 1 na prorrogação e se despediu da Copa da Itália

Gazeta Esportiva

MILÃO (Itália) - O Milan apostou em sua legião de brasileiros para avançar na Copa da Itália e se deu mal. Jogando em San Siro, o time rubro-negro perdeu da Lazio por 2 a 1 na prorrogação, depois de empate por 1 a 1 no tempo normal e deu adeus à competição nacional nas oitavas-de-final.

O técnico Carlo Ancelotti mandou a equipe a campo com o goleiro Dida, o volante Emerson e os meias Kaká e Ronaldinho Gaúcho de titulares. E não se arrependeu apenas da primeira decisão, já que o ex-arqueiro do Corinthians e da seleção brasileira fez lindas defesas.

Já Kaká e Ronaldinho estiveram longe de seus melhores dias e pouco produziram para evitar a queda do Milan. O ex-jogador do Barcelona ainda protagonizou um lance vergonhoso ao acertar cotovelada no rosto de Rozenhal – a sorte é que o árbitro não viu o lance. Emerson fez ainda pior e foi expulso no segundo tempo, complicando a vida dos anfitriões.

O Milan até dominou a maior parte do primeiro tempo, mas esbarrou na péssima atuação de Andriy Shevchenko, que errou tudo o que tentou na etapa inicial, inclusive perdendo uma chance cara a cara com Muslera aos 19 minutos. Enquanto isso, lá atrás, Dida fazia sua parte com uma atuação segura. Aos 33, fez milagre em violenta cobrança de falta de Koralov.

O goleiro brasileiro voltaria a brilhar aos oito do segundo tempo, quando Pandev dominou na área e bateu colocado, e aos 22, depois de Jolarov bater de cobertura e obrigar o dono da meta rossonera a esticar-se todo para espalmar para escanteio. Dois minutos antes, Émerson havia sido expulso. Ele já tinha amarelo e deu um carrinho criminoso em Ledesma.

Mesmo em desvantagem numérica, o Milan ainda conseguiu abrir o placar. Aos 32 minutos, Shevchenko enfim mostrou porque é um dos maiores ídolos da torcida da equipe. Ele avançou pela direita, deu um lindo corte para cima de um zagueiro e bateu com estilo de canhota no canto direito de Muslera, que nada pôde fazer.

A Lazio, porém, não se entregou e correu atrás don empate. Aos 38 minutos, Ledesma ficou com a sobra da defesa e soltou uma bomba. Dida defendeu outra vez. Aos 42, não teve jeito: Favalli derrubou Pandev na área. Pênalti. Zárate converteu e levou o jogo para a prorrogação.

Embalado pelo empate no final, o time da capital italiana conseguiu a virada logo aos dois minutos de tempo extra. Pandev recebeu na área e chutou. Dida defendeu parcialmente e a bola sobrou nos pés de Zárate, que também parou no brasileiro. Na terceira tentativa, enfim, o próprio Pandev encheu o pé e venceu o goleiro.

A partir daí, o jogo ficou aberto e as duas equipes se revezaram no ataque. Ronaldinho quase conseguiu empatar em cobrança de falta, mas Muslera foi buscar. A Lazio conseguiu segurar a pressão e ainda quase ampliou, se Foggia também não tivesse parado em Dida. No último lance do jogo, Zambrotta ainda acertou um pontapé em um adversário, mas não foi expulso. Após o apito final, vaias da torcida ao eliminado Milan.


Leia mais sobre: Milan Lazio Copa da Itália



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AP

Não deu
Dida só olhou a bola entrar no gol no pênalti batido por Zarate, que iniciou a virada da Lazio por 2 a 1

Topo