iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

02/12 - 14:12

Ex-técnico diz que Cristiano Ronaldo sempre mostrou "mentalidade vencedora"
Pedro Talhinhas, do Nacional da Ilha da Madeira afirmou que jogador tinha 11 anos e jogava com garotos de 14

 

EFE

LISBOA (Portugal) - O meia-atacante português Cristiano Ronaldo, ganhador da Bola de Ouro de 2008, sempre demonstrou uma mentalidade de vencedor, segundo um de seus técnicos nas categorias de base.

Pedro Talhinhas, coordenador da base do Nacional da Ilha da Madeira, disse à Agência Efe que o jogador do Manchester United sempre foi um vencedor e não se intimidava ao enfrentar adversários mais velhos durante a infância.

"Quando tinha 11 anos, já jogava contra meninos de 14. Mostrava uma grande mentalidade vencedora nas partidas", disse.

Talhinhas trabalhou com Cristiano por uma temporada, antes de o meia-atacante se transferir para a base do Sporting. Foi a primeira grande mudança na vida do menino nascido em Funchal, que antes do Nacional, defendera o Andorinha, clube de seu bairro, até os 10 anos.

"Quanto tinha apenas 12 anos, deixou a ilha e foi à capital. Não teve medo da nova aventura. Via aquilo como algo natural", explicou.

Cristiano fez testes no Sporting e foi aprovado. Anos mais tarde, passou a se destacar no profissional do clube que revelou nomes como Luís Figo. O jogador chamou a atenção do Manchester United, que o contratou em 2003 para substituir David Beckham.

O coordenador disse que Cristiano Ronaldo já mostrava muitas qualidades desde cedo e se destacava no grupo.

"Era um menino com muitas qualidades, que se destacava em meio aos outros jogadores", afirmou.

Talhinhas disse que, desde aquela época, o meia-atacante já era muito caçado pelos marcadores e isso acelerou seu amadurecimento.

"A presença de Cristiano já inspirava respeito tanto na sua equipe, como entre os adversários", disse.

O jogador ainda mantém laços com sua terra natal e visita o lugar regularmente. Já o Nacional, construiu um complexo esportivo com seu nome.

Talhinhas disse que, apesar do sucesso, o jogador do Manchester mantém a humildade.

"Cristiano esteve aqui em setembro, quando recebeu a Chuteira de Ouro. Cumprimentou-me e vi que tinha a mesma humildade de sempre", disse.

Peça-chave nas conquistas do Campeonato Inglês e da Liga dos Campeões pelo Manchester, o jogador português obteve 446 pontos na eleição promovida pela revista francesa "France Football".

O segundo lugar da distinção ficou com o meia-atacante argentino Lionel Messi, do Barcelona. Ele obteve 281 pontos, enquanto o atacante espanhol Fernando Torres, do Liverpool, ficou em terceiro, com 179.

Kaká, do Milan, foi o melhor brasileiro e ficou em oitavo lugar, com 31 pontos.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo