iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

01/12 - 21:51

Parcelamento tira prioridade do Corinthians e Herrera está livre

Nesta segunda expirou o contrato do argentino com o Timão; "queremos o dinheiro agora", diz presidente do Gimnasia

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - A novela entre Corinthians e Gimnasia y Esgrima de La Plata pela negociação com o atacante Germán Herrera continua. O clube argentino recusou a proposta feita recentemente pelo time do Parque São Jorge por não aceitar a longa forma parcelada de pagamento, em 24 vezes.

Além disso, nesta segunda-feira expirou o contrato do argentino com o Timão, e o jogador está aberto para receber propostas de outros times.

O valor estabelecido para negócio entre Gimnasia (dono de 50% dos direitos econômicos do atleta) e Corinthians era de US$ 3 milhões (atualmente, quase R$ 6,2 milhões). O Timão, depois de muito barganhar, conseguiu baixar esse valor para US$ 2,4 mi, mas ainda assim não conseguiu negócio com o time de La Plata.

“O Corinthians nos mandou uma oferta na sexta-feira, mas não nos interessou muito por causa da forma de pagamento”, explicou Fabián Cagliardi, vice-presidente do Gimnasia, em entrevista por telefone.

Os Lobos, embora figurem na sétima colocação do Torneio Apertura do Campeonato Argentino, vêm passando por uma crise financeira e precisam de dinheiro em caixa rapidamente para este final de ano. Até por conta desses problemas, a proposta parcelada do Timão passou longe do interesse dos argentinos.

“Diminuímos o valor inicial e chegamos a US$ 2,4 milhões para um acerto à vista, fizemos um desconto. Um pagamento em 24 vezes não é da nossa vontade. Queremos o dinheiro agora”, exigiu Cagliardi.

A partir deste 1º de dezembro, Herrera está livre para negociar com qualquer outro time que se interessar pelo seu futebol – o Gimnasia não pretende ficar com o atleta para a disputa do Torneio Clausura de 2008. E o Corinthians poderá ter concorrência pelo atacante.

“Há outros clubes que comunicaram o interesse no Herrera até o final da semana passada”, comentou o dirigente argentino, que no entanto desconversou em seguida. “O time que mais pareceu interessado é um brasileiro, mas não me lembro qual. Além disso, há também uma proposta internacional da Europa que deverá chegar às nossas mãos em dois dias”.

Recentemente, a diretoria do Corinthians havia informado que restavam apenas “alguns detalhes” para que Herrera fosse confirmado no Timão em 2009. O pormenor ainda aberto seria referente ao pagamento dos 15% da transferência a que o atleta teria direito – ainda não estava definido a quem caberia o gasto.

“Não adianta falar mesmo o responsável por essa fatia do valor, já que nem há uma proposta pelo Germán”, frisou Cagliardi. Mas o dirigente diz que as negociações com o time paulista continuam. “Vamos encarar essa proposta de 24 vezes como uma primeira tentativa, mas seguiremos negociando”, finalizou o vice-presidente do Gimnasia.

A reportagem tentou entrar em contato com a cúpula dirigente do Corinthians, mas o presidente Andrés Sanchez, o vice de futebol Mário Gobbi e o diretor de futebol Antônio Carlos Zago não atenderam seus telefones celulares.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo