iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

30/11 - 19:15

Flamengo faz três, mas cede empate ao Goiás e se complica

Agora, o rubro-negro tem que vencer o Atlético-PR na última rodada, fora de casa, e torcer para Cruzeiro ou Palmeiras tropeçarem para ir à Libertadores

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - O Flamengo perdeu uma grande chance de entrar para o G-4 e depender só de si mesmo para garantir a classificação para a Copa Libertadores na última rodada do Brasileirão.

Com um empate por 3 a 3 com o Goiás na tarde deste domingo no Maracanã, depois de ter feito 3 a 0 no primeiro tempo, o Rubro-negro carioca não aproveitou os tropeços de Cruzeiro e Palmeiras e caiu na tabela.

Veja os gols de Flamengo 3 x 3 Goiás

O rubro-negro poderia ter liquidado a fatura no primeiro tempo. Com um Goiás aberto na defesa, os comandados de Caio Júnior chegaram a abrir 3 a 0, com dois de Obina e um de Juan. Mas um pênalti desnecessário cometido por Jailton, e uma falha na marcação na cobrança de escanteio, colocaram o Goiás de volta no jogo.

No segundo tempo, o time voltou irreconhecível e cedeu o empate ao Goiás. Agora, terá de contar com novos tropeços dos dois adversários pela vaga, que jogam em casa, na última rodada, e vencer o Atlético-PR na Arena da Baixada. Para piorar, Kleberson, Ibson e Obina receberam o terceiro cartão amarelo e não jogam em Curitiba.

O resultado deixou o Fla na quinta colocação com 64 pontos, contra 65 do Palmeiras e os mesmos 64 do Cruzeiro. O Goiás, que se despede do Brasileirão recebendo o São Paulo na cidade-satélite do Gama, soma 53 pontos e é o atual sétimo colocado.

O Flamengo começou o jogo com tudo: logo aos quatro minutos, o atacante Obina achou Juan na pequena área. O lateral driblou o goleiro, mas finalizou para fora. A blitz continuou e no minuto seguinte, quando o zagueiro Ronaldo Angelim foi à linha de fundo e levantou na área. Obina superou a zaga na cabeça, e tocou no canto direito de Harlei para abrir o placar.

Aos sete, novo lance de perigo. Desta vez, com o lateral Luizinho, que substiuiu o titular Leo Moura, lesionado. O jogador recebeu de Marcelinho Paraíba e acertou um chute forte de fora da área, obrigando Harlei a defender no susto. O Goiás tentou responder e chegou pela primeira vez com Paulo Baier chutando para a defesa de Bruno, que cedeu o escanteio aos dez minutos.

O jogo diminuiu um pouco de ritmo, mas o Flamengo continuava melhor na partida, especialmente quando avançava pelo lado esquerdo de seu ataque. Já o Goiás procurava explorar os avanços do lateral Luizinho, mas a defesa rubro-negra estava sempre bem arrumada. Quando o Goiás começava a crescer, o Fla marcou o segundo aos 28: Juan trocou passes com Marcelinho Paraíba e Kléberson pelo meio e recebeu livre na entrada da área, avançou e tocou na saída do goleiro Harlei.

O terceiro gol quase saiu na seqüência, em nova jogada pela esquerda. Numa trama muito bem orquestrada pelo ataque rubro-negro, a bola acabou com Marcelinho Paraíba tentando colocar, mas parou numa defesa sensacional de Harlei.

Mas o xodó Obina não perdoou aos 35. O atacante recebeu na intermediária, deu um drible desconcertante no marcador e tocou para Ibson. O volante devolveu para Obina, que penetrava livre pelo meio e driblou o goleiro, mandando para o fundo do barbante.

Quando os jogadores do Fla ainda comemoravam, Jailton derrubou Fábio Bahia na área. Pênalti, que Paulo Baier cobrou a descontou para a equipe de Hélio dos Anjos. E não ficou só nisso na primeira etapa: aos 41, Obina marcou em posição de impedimento e o gol foi anulado. No
minuto seguinte, na cobrança de um escanteio, a defesa do Fla falhou na marcação, e Ernando apareceu livre no segundo pau para cabecear e diminuir para o Goiás.

O lateral Luizinho sentiu uma lesão muscular e não voltou para o segundo tempo, entrando Fierro, improvisado, em seu lugar. E foi justamente na inadaptação de Fierro à posição que o Goiás chegou ao empate. Melhor no jogo no segundo tempo, o Verdão goiano fez o terceiro aos 18 minutos. Thiago Feltri apareceu livre dentro da área,
nas costas de Fierro, e chutou cruzado no canto de Bruno.

O Flamengo, que dominou o primeiro tempo, parou no segundo, refletindo a desorganização após a saída de Luizinho. As substituições feitas por Caio Júnior, colocando Everton na vaga de Marcelinho e Vandinho na de Toró, não surtiram o efeito desejado. O Goiás, que começou desinteressado, passou a ficar perto da virada.

Aos 32, Adriano Gabiru acha Vitor na direita, que arremata cruzado. Bruno pula para fazer boa defesa. Quatro minutos depois, Vitor faz bela jogada pela direita e se livra da marcação de Jaílton. O lateral cruza rasteira e vê a bola passar por três jogadores da sua equipe. Aos 40, Adriano Gabiru chuta forte de fora da área, Bruno defende com a ponta dos dedos e vê a bola bater na trave antes de sair pela linha de fundo.

O final do jogo foi dramático. No desespero, o Flamengo foi todo para cima do Goiás tentando o gol da vitória, inclusive com o goleiro Bruno se arriscando na frente. No último lance da partida, uma bola na trave do Goiás deu o toque final.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 3 X 3 GOIÁS
  (Veja como foi o jogo lance a lance)

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 30 de novembro de 2008, domingo
Horário: 17 horas (horário de Brasília)
Árbitro: Sérgio Carvalho (DF)
Assistentes: Milton Otaviano (Fifa-RN) e Marrubson Melo (DF)
Renda: R$ 567.267,00
Público: 35.943 presentes
Cartões amarelos: Kleberson, Ibson, Obina (FLA); Rafael Marques, Vitor, Fábio Bahia, Iarley (GOI)
Gols: FLAMENGO: Obina, aos 5 e aos 35, Juan, aos 28 minutos do 1° tempo. GOIÁS: Paulo Baier, aos 37, e Ernando, aos 42 minutos do 1° tempo; Thiago Feltri, aos 18 minutos do 2° tempo

FLAMENGO: Bruno, Luizinho (Fierro), Ronaldo Angelim, Jaílton e Juan; Aírton, Toró (Vandinho), Kléberson e Ibson; Marcelinho Paraíba (Everton) e Obina
Técnico: Caio Júnior

GOIÁS: Harlei; Vitor, Ernando, Henrique, Rafael Marques e Thiago Feltri; Fábio Bahia, Fernando (Frédson), Paulo Baier e Júlio César (Adriano Gabiru); Iarley (Alex Terra)
Técnico: Hélio dos Anjos

Veja os outros jogos da rodada:


Leia mais sobre: Flamengo Goiás Brasileirão

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Agência Estado

flamengo e goiás

Visitante ingrato
O Fla recebeu o Goiás no Maracanã, fez 3 a 0, mas cedeu o empate e se complicou na briga para ir à Libertadores

Topo
Contador de notícias