iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

29/11 - 23:24

Galo recebe Santos para garantir vaga na Sul-americana

Já os paulistas querem pelo menos um empate para encerrarem as chances de rebaixamento

Gazeta Esportiva

BELO HORIZONTE - O Atlético-MG recebe o Santos neste domingo, a partir das 17 horas (horário de Brasília), com grande expectativa da torcida. Esta será a última exibição do Galo no Mineirão no ano de seu centenário.

A casa estará cheia e a festa só será completa se a equipe garantir a vaga na Copa Sul-americana. Para isso, tem que vencer o jogo. Em caso de empate, basta que o Atlético-PR não vença o Náutico ou que o Fluminense não ganhe do São Paulo para que a classificação mineira se concretize.

Do outro lado, a equipe do Santos promete vir com tudo para Belo Horizonte e mostrar seu valor. Depois de ser derrotado pelo Coritiba na última rodada, por 5 a 1, o Peixe quer voltar a vencer para afastar definitivamente o fantasma do rebaixamento e, ainda, buscar uma vaga para a próxima Copa Sul-americana. Além de fazer sua parte, também precisa secar Atlético-PR e, principalmente, Fluminense.

Os ingressos estão à venda há duas semanas, com preços especiais para que o torcedor atleticano encerre o ano de bem com o time. Tendo em vista a movimentação nas bilheterias, mais de 50 mil pessoas são esperadas para esta tarde no Mineirão.

Marques, maior ídolo da torcida, mostra-se grato e orgulhoso pela grande presença da massa. “O que essa torcida faz é brincadeira! A gente tem a responsabilidade de fazer um grande jogo, de presentear essas pessoas com uma bela partida, com uma vitória”, acrescentou o atacante.

O veterano é um reforço do técnico Marcelo Oliveira para a partida. Ele está recuperado do inchaço no joelho que o tirou do jogo da última semana – derrota de 3 a 0 para o Sport, em Recife –, quando jogou Pedro Paulo.

As outras mudanças na equipe são em função de desfalques. César Prates, contundido, dará lugar a Raphael Aguiar na lateral esquerda. No meio-campo, Nen, suspenso, será substituído por Francis.

O treinador explicou que, mesmo com problemas, não há solução melhor do que a tradicional. “É o time que vem jogando, e vamos substituir o César Prates, que não tem condição, pelo Raphael, que tem colaborado e até treinou muito bem nessa posição, com facilidade de adaptação. No meio, joga o Francis, que veio de uma paralisação mas já treinou durante quase um mês”, confirmou.

Na 14ª colocação com 43 pontos (cinco à frente do primeiro time da zona do rebaixamento, o Figueirense, com 38), os santistas ainda não conseguiram espantar definitivamente o fantasma da Série B. Ainda assim, o objetivo principal da equipe é garantir uma vaga para a Sul-americana 2009.

“Quando chegamos, a meta era livrar o clube do rebaixamento. A Sul-americana era algo distante, mas evoluímos dentro da competição, e a classificação passou a ser um dos nosso objetivos”, disse o técnico Márcio Fernandes. “Se não obtivermos a vaga, a permanência na Primeira Divisão já será um grande feito”, ressaltou.

Sem poder contar com o goleador Kléber Pereira, o técnico Márcio Fernandes já definiu o seu substituto: Lima. Só que é em Molina, vice-artilheiro do Alvinegro praiano na temporada, com 13 gols, que o treinador faz as suas apostas.

O colombiano promete não fugir da responsabilidade, porém aproveitou para elogiar Lima, que será o camisa 9 santista neste jogo. “Sei que serei cobrado, dando um passe para gol ou balançando as redes. Gosto de fazer gols, mas não sou um matador como o Pereira”, destacou. “O Lima fez uma ótima exibição contra o Botafogo e tem tudo para repeti-la no domingo”, avaliou.

Além de Kléber Pereira, Márcio Fernandes terá uma série de problemas para este confronto. Com Fabiano Eller machucado e Adaílton suspenso, Fabão ganha nova oportunidade na zaga ao lado de Domingos.

O lateral-direito Wendel é dúvida, pois ainda se recupera de uma lesão no tornozelo, mas deve jogar. Já o volante Bida e o meia Michael não se reabilitaram de contusões e foram vetados pelo departamento médico.

Caso Wendel fique fora, Pará deve atuar na ala-direita. No lugar de Bida, o leque de opções do técnico alvinegro é maior. Se Wendel estiver em campo, Pará sai da lateral para o meio. Róbson também é candidato, pela facilidade que tem para compor o meio-campo ou jogar no ataque.

Outra opção seria Adriano, visando fortalecer a marcação. Com isso, Kléber seria adiantado para a meia, ao lado de Molina. Na lateral esquerda, Fábio Santos deve ter a chance de começar jogando.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG X SANTOS

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 30 de novembro de 2008, domingo
Horário: 17 horas (horário de Brasília)
Árbitro: Wagner Tardelli Azevedo (Fifa-SC)
Assistentes: Katiuscia Mayer Berger Mendonça (Fifa-ES) e Carlos Berkenbrock (SC)

ATLÉTICO-MG: Édson; Sheslon, Leandro Almeida, Welton Felipe e Raphael Aguiar; Francis, Márcio Araújo, Elton e Renan Oliveira; Marques e Castillo
Técnico: Marcelo Oliveira

SANTOS: Fábio Costa; Wendel (Pará), Domingos, Fabão e Fábio Santos (Kléber); Roberto Brum, Adriano (Róbson), Rodrigo Souto, Kléber e Molina; Lima
Técnico: Márcio Fernandes


Leia mais sobre: Santos Atlético-MG Campeonato Brasileiro



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo