iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

28/11 - 10:17

Se não cair, Santos irá pagar premiação para comissão técnica
Valor oferecido pela diretoria santista é de R$ 200 mil, a serem repartidos com todos os integrantes da comissão

 

Gazeta Esportiva

SANTOS - Preocupada com alguns tropeços da equipe nesta reta final de Campeonato Brasileiro, a diretoria do Santos resolveu dar um “um incentivo extra” para a sua comissão técnica, caso o time da Vila Belmiro consiga assegurar a permanência na Série A do Brasileirão para o ano que vem. O valor oferecido pela cúpula alvinegra é de R$ 200 mil, a serem repartidos com todos os integrantes do staff santista, e não apenas ao trio formado por Márcio Fernandes, Nenê Belarmino e Serginho Chulapa – estes dois últimos auxiliares do treinador.

Apesar de estar na 14° colocação, com 43 pontos e cinco pontos a frente do primeiro clube da zona do rebaixamento (o Figueirense, com 38), o Peixe ainda convive com a ameaça de queda para a Série B. Nas 36 rodadas disputadas até agora, o Alvinegro Praiano ficou na zona da degola durante 19 delas.

Para que o Santos se livre definitivamente de qualquer ameaça de queda para segunda divisão do futebol nacional já neste domingo, basta um empate no Mineirão, contra o Atlético-MG, caso o Figueirense não vença o Botafogo no Engenhão. Se os catarinenses derrotarem os cariocas, mesmo assim, um empate praticamente assegura os santistas na elite do futebol brasileiro, pois a distância entre ambos no saldo de gols (-9 contra -28) dificilmente seria revertida, faltando apenas duas rodadas para o fim da competição.

Se o Peixe perder para o Atlético-MG e o Figueirense ganhar, a decisão ficaria para o outro final de semana, quando o time da Vila Belmiro recebe Náutico – o Figueira terá o Internacional pela frente, no Orlando Scarpelli. O Alvinegro Praiano só cairia caso fosse derrotado pelo Timbu na Vila e o Figueira batesse o Inter, contando também com uma vitória de Atlético-PR ou Náutico (que duelam no domingo, nos Aflitos), nas duas rodadas que ainda vão ser disputadas.

Esta premiação a Márcio Fernandes e sua comissão técnica seria uma espécie de reconhecimento pelo fato do comandante ter tirado o clube das últimas colocações do campeonato. No entanto, o valor pode até ser considerado “baixo” perto do R$ 1 milhão que era gasto com Vanderlei Luxemburgo e sua equipe. Emerson Leão e seus auxiliares recebiam em torno de R$ 600 mil, enquanto o staff de Cuca representava um custo de R$ 350 mil mensais.


Leia mais sobre: Santos Campeonato Brasileiro Márcio Fernandes



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

Natal mais gordo
Na 14ª colocação, diretoria santista dará bônus de R$ 200 mil para comissão, se clube não cair

Topo