iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

28/11 - 18:18

Ex-jogador italiano revela detalhes sobre uso de doping nos anos 70

Carlo Petrini, que defendeu clubes como Genoa, Milan e Roma, admitiu ter se dopado e disse ter sofrido muito

EFE

ROMA (Itália) - O ex-atacante italiano Carlo Petrini concedeu uma entrevista à televisão de seu país e revelou detalhes sobre o doping no futebol local nos anos 1960 e 70. Petrini, que defendeu clubes como Genoa, Milan e Roma, admitiu ter se dopado e disse ter sofrido muito durante aquele período.

"Além de tomar vários remédios, sofri com o doping. Porque 'sofrer' é a palavra que representa o que passei", disse ao canal "Sky Sport". "Na primeira vez, entraram no vestiário o médico, o massagista e o treinador. O doutor estava com um frasco, que parecia uma garrafa de laranjada", acrescentou.

O ex-jogador explicou que a mesma seringa era compartilhada por vários atletas e chegava a ser utilizada por até cinco vezes.  O efeito, segundo Petrini, era sentido imediatamente e fazia a diferença durante as partidas.

"Logo após tomar as injeções, você já se dava conta do que tinham te dado. Porque você podia correr, pular, cair, ficar cara a cara com o goleiro. Tudo isso, sem cansar e com a mente sempre lúcida. Ganhava-se uma força inimaginável", afirmou.

"O cansaço só chegava às 3h ou 4h da madrugada e você podia dormir em qualquer lugar", acrescentou. Além disso, o ex-atacante disse que durante os jogos, o corpo produzia uma saliva esverdeada e a língua ficava inchada.

"Durante os jogos, saía uma espécie de baba verde da boca, que você precisava cuspir", disse. Petrini explicou que o uso destas injeções era um hábito entre as equipes e que os jogadores chegavam a fazer aplicações nos próprios companheiros.

A entrevista será exibida nesta sexta em um programa que também abordará a esclerose lateral amiotrófica, doença que causou a morte de quinze jogadores na Itália e afetou cerca de 50.

O ex-atacante Stefano Borgonovo, de 44 anos, é um dos portadores da doença e faz parte de uma campanha de sensibilização no país.


Leia mais sobre: Carlo Petrini doping no esporte



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Divulgação/Scanner.it

"Saía uma baba verde da boca"
Petrini, em foto no fim dos anos 1960; ex-jogador contou como era se dopar na Itália

Topo