iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

28/11 - 22:28

Em ritmo de festa, Ramalhão vence o Paraná

Santo André começou com um ritmo avassalador e abriu o placar logo no primeiro minuto, depois conduziu o jogo à sua maneira e ampliou o resultado, vencendo por 3 a 1

Gazeta Esportiva

SANTO ANDRÉ - Em clima de festa no Estádio Bruno José Daniel, o Santo André não decepcionou os mais de 10 mil torcedores que compareceram para comemorar o acesso à Série A e derrotou o Paraná Clube por 3 a 1. Com o resultado, o time do ABC chegou aos 68 pontos ganhos e espera o Avaí entrar em campo para saber se fica também com o vice-campeonato.

E para levantar ainda mais a torcida, o Ramalhão não perdeu tempo. Logo no primeiro minuto, Marcelinho Carioca recebeu o lançamento e deixou Márcio Mixirica na cara do gol para abrir o placar na saída de Gabriel. Aos cinco minutos, Willians entrou na área e foi travado na hora da complementação. Na resposta, Giuliano também entrou a área em velocidade e foi parado pela zaga.

O time da casa tinha maior volume de jogo, mas aos poucos começava a se preocupar com os contra-ataques tricolores. Aos 12 minutos, Vagner arriscou o chute de fora da área e Neneca desviou pela linha de fundo. Marcelinho Carioca coordenava todas as jogadas ofensivas do time do ABC, como aos 17 minutos, quando lançou Mixirica, que entrou em impedimento.

O jogo não tinha grandes emoções, mas a movimentação era boa para um duelo de dois times já sem grandes pretensões. Aos 26 minutos, Marcelinho abriu espaço na zaga e arriscou o chute para boa defesa de Gabriel. Mas, aos 31 minutos, depois de cobrança de escanteio, Mixirica desviou, a bola bateu na trave e, no rebote, Élton mandou para as redes. Depois do segundo gol, a partida despencou tecnicamente, sem boas chances.

Na segunda etapa, o ritmo do jogo continuava lento e, tentando colocar o time para se movimentar mais o técnico Sérgio Soares tirou Márcio Mixirica, que voltava de lesão, e colocou Osny. Mas a primeira boa chance foi do Paraná, que aos quatro minutos chegou com Pimpão, que pareceu na área com liberdade e obrou Neneca a abandonar a meta. Aos oito minutos, Artur arriscou o chute, mas pela linha de fundo.

E em noite de festa não poderia faltar iniciando com uma falta com a marca de Marcelinho. Aos 14 minutos o Pé de Anjo rolou para Jaílson, que deixou Élton na cara do gol para ampliar. O Tricolor queimou as alterações tentando pelo menos buscar diminuir a diferença no placar. Aos 23 minutos, Camacho fez jogada individual e bateu com força para fora, mas com perigo. Na resposta, Osny aproveitou rebote de frente para o gol e desperdiçou.

O Paraná subiu de produção, mas não conseguia chagar ao primeiro gol. Aos 29 minutos, Pimpão bateu cruzado, a bola desviou e bateu na rede pelo lado de fora. Aos 35 minutos, novamente Rodrigo Pimpão chegou com perigo e Neneca fez boa intervenção. O time paranaense insistiu tanto que chegou ao gol com Gláucio, aos 37 minutos, após jogada de Rogerinho. Agora, os times votam campo apenas em 2009.

FICHA TÉCNICA
SANTO ANDRÉ 3 x 1 PARANÁ
  (Veja como foi o jogo lance a lance)

Local: Estádio Bruno José Daniel, em Santo André (SP)
Data: 28 de novembro de 2008, sexta-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Wenderson Mozzer e Rodrigo Otavio Baeta (ambos de MG)
Cartões amarelos: Élton (Santo André); Pituca (Paraná)
Gols: SANTO ANDRÉ: Marcio Mixirica, a 1 minuto e Élton, aos 31 minutos do primeiro tempo; Élton, aos 14 minutos do segundo tempo PARANÁ: Gláucio, aos 37 minutos do segundo tempo

SANTO ANDRÉ: Neneca; Alexandre, Douglas, Marcel e Artur (Jailson); Fernando, Willians, Jéferson (Chiquinho) e Marcelinho Carioca; Márcio Mixirica (Osny) e Elton.
Técnico: Sérgio Soares

PARANÁ: Gabriel; André Luiz (Rogerinho), Fabrício, Leandro e Murilo; Agenor, Pituca (Camacho), Vágner e Giuliano; Éder (Gláucio) e Rodrigo Pimpão
Técnico: Paulo Comelli


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo