iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

27/11 - 20:31

Paulo Schimitt pede inquérito no STJD contra “mala branca”

Schimitt acredita que a prática fere a Lei Pelé e pode ser classificada como “doping financeiro”

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - A “mala branca” está com os dias contados no futebol brasileiro. Depois de ouvir muitas insinuações sobre o incentivo financeiro feito por clubes com interesse em escapar do rebaixamento ou em busca do título, o Promotor do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) Paulo Schimitt anunciou que pediu a abertura de um inquérito para analisar o caso.

“Estamos fazendo formalmente um termo pedindo a instauração de inquérito, pois esse tema é relevante e envolve moralidade e legalidade. Essa questão de incentivo, ao nosso ver, é uma vantagem indevida prevista como corrupção no Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD)”, opinou o promotor ao site Justiça Desportiva.

De acordo com Schmitt, a utilização do incentivo financeiro nos bastidores do futebol fere a Lei Pelé através da vedação de controle econômico de mais de uma equipe por pessoas físicas e jurídicas, em prática classificada como “doping financeiro”. Os clubes brasileiros, no entanto, não parecem se importar com isso.

Recentemente, o meia Evandro, do Palmeiras, revelou que recebeu dinheiro do Goiás em 2007, quando atuava pelo Atlético-PR, para vencer o Corinthians no Brasileirão. Já o técnico Renato Gaúcho, que tenta livrar o Vasco do rebaixamento, afirmou claramente que é a favor do uso da “mala branca” em casos como este.

Caso a irregularidade seja confirmada pelo inquérito, os clubes que comprovadamente utilizaram este artifício terão ferido o artigo 238 do CBJD, por receber ou solicitar, para si ou para outrem, vantagem indevida, remunerada ou não, em qualquer entidade desportiva ou órgão da justiça desportiva, para praticar, omitir ou retardar ato de ofício.

A punição para casos como esse é a suspensão de partidas oficiais de dois a quatro anos. Por isso, Paulo Schmitt promete cautela na investigação. “Isso é algo que tem que ser analisado e por isso deve ser investigado. Ainda que se fale em infração prescrita, pois nós temos um atleta que esses dias confessou que recebeu verba do Goiás quando era do Atlético/PR e isso envolve o nome de equipes e de atletas”, disse.


Leia mais sobre: STJD mala branca



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Vipcomm/Divulgação

Beneficiado pelo artifício
Prestes a ser campeão com o São Paulo, Hugo revelou já ter recebido a "mala branca"

Topo