iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

27/11 - 06:56

Em Natal, Rafael terá recompensa por trocar bicicleta pelo Timão

Com 19 anos, ex-entregador de compras de mercado ganhará chance com a camisa do Corinthians

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Até 2003, os moradores de Barretos conviviam com Rafael, um garoto então com 14 anos que entregava compras de mercado nas residências a bordo de uma bicicleta. Há cinco anos, no entanto, este menino não tem mais a mesma rotina.

E quem quiser saber o seu paradeiro pode assistir à partida entre América-RN e Corinthians, neste sábado, pela última rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Hoje com 19 anos, Rafael recebeu uma notícia inesperada de Mano Menezes nesta semana. Membro da equipe sub-20 do Timão, o goleiro soube que será o titular na formação reserva que o treinador do time principal escolheu para atuar em Natal. O camisa 37 terá a rara chance de ser relacionado pela primeira vez como profissional já escalado desde o início, barrando o terceiro arqueiro Weverton, que passou o ano todo na reserva de Felipe e Júlio César – ambos estão de férias.

A reação à mudança repentina é demonstrada entre as gírias que o jogador adquiriu na estadia na capital paulista. “Será o jogo mais importante da minha carreira, o meu primeiro como profissional. Estou muito feliz de representar o Corinthians. Só posso dizer que, meu, estou muito feliz mesmo de jogar no sábado”, comemorou Rafael.

Defender a meta alvinegra por 90 minutos será a realização em uma carreira que começou graças à intervenção de um adversário. Em sua terra natal, Rafael alternava o emprego em um supermercado com os jogos do Barretos Futebol Clube. Em um destes compromissos, foi tão bem contra o Primavera de Indaiatuba que os próprios rivais daquele dia o indicaram ao Corinthians. E assim começou sua caminhada no Parque São Jorge.

Desde então, o arqueiro conquistou o bicampeonato paulista juvenil pelo clube e já vê muitos desejos de boa sorte em sua página de recados no site oficial do elenco profissional corintiano. Um apoio que mantém a serenidade da ainda jovem promessa para o gol alvinegro, a ponto de ser difícil fazê-lo citar um ídolo.

“Vi o Ronaldo jogar por fitas de vídeo, e sem dúvida ele fez história no Corinthians. Mas eu me espelho em todos, não só em um. Às vezes, um tem uma qualidade, o outro tem outra, e procuro me espelhar no melhor de cada um. E também faço auto-análise, assisto sempre aos jogos”, comentou.

Com estas declarações, Rafael, como não poderia deixar de ser, demonstra estar ciente de que não será em 2009 que tomará a posição de Felipe, titular incontestável. O novato se satisfaz com a simples fixação como quarto goleiro dos profissionais na próxima temporada – até porque já não tem idade para disputar a Copa São Paulo de Juniores.

No futuro, porém, não esconde a vontade de trocar a camisa 37 pela número 1. E mostrar com mais freqüência a mesma tranqüilidade que marcou a primeira entrevista coletiva de sua carreira. “Fiquei um pouco nervoso. Mas vi que é mais um bate-papo do que um interrogatório, como dizem lá fora”, sorriu um dos mais entusiasmados titulares de Mano Menezes na despedida do Corinthians da Segundona.


Leia mais sobre: Rafael Corinthians América-RN Série B



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo