iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

27/11 - 23:47

Atacado por lance polêmico, Simon é ovacionado por colegas

Árbitro foi aplaudido por outros colegas de profissão durante um workshop realizado na Granja Comary

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - Após cinco dias sofrendo ataques por conta do suposto pênalti não marcado em Diego Tardelli na partida entre Cruzeiro e Flamengo na última rodada do Campeonato Brasileiro, o árbitro Carlos Eugênio Simon enfim começa a ter paz. Com a divulgação de imagens em ângulo oposto feitas pela ESPN Brasil nas quais o atacante não é tocado pelo zagueiro cruzeirense, o árbitro se mostrou aliviado pelo fim dos ataques que vinha sofrendo até mesmo através de ligações.

“Alguns segmentos da imprensa foram irresponsáveis em me criticar bastante. Também recebi muitas ligações telefônicas. Inclusive, colocaram o meu celular no site do Flamengo, mas eu agüentei de peito aberto”, disse Simon por telefone à emissora de TV paga, afirmando que só conseguiu passar por isso por ter a convicção do acerto no lance.

“Eu milito há 25 anos no futebol e já tive vários lances polêmicos em que mantive a conduta. Quando errei, vim a publico e me desculpei, admitindo a falha. Neste caso, dei entrevistas depois do jogo e me mantive convicto de que não tinha sido pênalti”, continuou o gaúcho.

Aos poucos, Carlos Eugênio Simon vai recebendo a retificação de opiniões que exigiu após a divulgação das imagens. A maior delas, até o momento, aconteceu na Granja Comary, onde participa de um seminário para árbitros promovido pela Federação Inglesa, CBF, Conmebol e Escola Brasileira de Futebol.

“A verdade está aí. Hoje, aqui na Granja Comary, as imagens foram passadas à exaustão no workshop em que tinha árbitros do quadro da Fifa e aspirantes à Fifa, e eles foram unânimes em dizer que não houve o pênalti. Fiquei arrepiado e emocionado quando fui aplaudido pelos companheiros”, disse o árbitro.

Neste final de semana, enquanto a Série A tem sua rodada decisiva, na qual rebaixados, classificados à Copa Libertadores e o campeão podem ser definidos, Carlos Eugênio Simon volta aos gramados para missão mais tranqüila: apitar o confronto Corinthians x América-RN pela Série B, o que não é considerado como uma punição da Comissão de Arbitragem.

“Essa foi outra inverdade que foi divulgada. Quem é punido não apita. Sábado estarei em campo para apitar pela Série B, e para mim o Corinthians não é menos importante do que o Flamengo. Esse ano já fiz três jogos na Série B e não estava punido, ou estava?”, indagou o apitador.


Leia mais sobre: Cruzeiro Flamengo Carlos Eugênio Simon



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo