iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

26/11 - 14:50

Rafael barra Weverton, mas aceita ser quarto goleiro em 2009

Goleiro nunca foi relacionado nem mesmo para o banco de reservas durante a temporada

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Apesar de ter adiantado na semana passada que anteciparia as férias de seus principais jogadores, Mano Menezes surpreendeu na escalação do time reserva que enfrenta o América-RN neste sábado. Sem Felipe e Júlio César, o titular será Rafael Santos, que nunca foi relacionado nem mesmo para o banco na temporada.

Com isso, Weverton, terceiro arqueiro em 2008, fica na reserva.

A inesperada decisão do treinador, porém, não gera esperanças exageradas no debutante alvinegro em Natal. Pronto para sua primeira partida como profissional, o goleiro de 19 anos quer provar suas condições, mas não a ponto de sonhar em superar até mesmo Weverton na escala de arqueiros no Parque São Jorge no próximo ano.

“É o meu primeiro jogo e quero deixar uma boa impressão para o ano que vem me olharem como terceiro ou até quarto goleiro mesmo. Quero ser aquele que pode sempre estar ali e representar bem o gol do Corinthians. Sempre mostrar que tem uma sombra ali para os outros”, projeta Rafael.

Tranqüilo, o responsável por defender a meta corintiana no sábado ainda não sabe porque foi escolhido para ser escalado desde o início no fim-de-semana. Mas desconfia que sua participação na equipe sub-20 foi fundamental. “Não conversei com o Mano ainda, mas eu estava jogando no sub-20, não estava parado. Estou com ritmo de jogo e acho que isso pesou”, analisa.

Seja qual for o motivo, superar um companheiro sem nem mesmo ter treinado com freqüência entre os profissionais não atrapalhou a amizade entre dois colegas das categorias de base do Timão. Isto é o que garante o escolhido de Mano para a última rodada da Série B.

“Minha relação com o Weverton é perfeita. Ele também foi da base, trabalhou comigo. Ele é um excelente profissional e um grande amigo meu”, elogia Rafael. “Com todo o respeito ao Weverton, estou à procura de uma oportunidade e estou bem no Corinthians. Todo jogador quer jogar, mas creio que ele entendeu e vai torcer por mim, como eu torceria por ele se estivesse no meu lugar”, finaliza o titular da despedida do ano para o alvinegro paulistano.


Leia mais sobre: Rafael Santos Corinthians



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo