iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

26/11 - 00:59

Ferguson se diz preocupado com faltas em C. Ronaldo
Treinador do Man Utd defendeu expulsão de Capdevila, do Villarreal, por entrada dura no português

Trivela.com

MANCHESTER (Inglaterra) - O técnico do Manchester United, Alex Ferguson, disse nesta terça-feira que os adversários exageram nas faltas sobre Cristiano Ronaldo, a ponto de fazer com que os árbitros acreditem que o português simula algumas das infrações.

Falando após o empate por 0 a 0 com o Villarreal, que classificou os dois times para as oitavas-de-final da Liga dos Campeões, Ferguson defendeu a expulsão do lateral Joan Capdevila pelo árbitro italiano Roberto Rosetti, por uma falta dura em Ronaldo.

'Faltas sistemáticas em cima dele (Ronaldo), é isso que está acontecendo', declarou o treinador escocês. 'É uma tática. O árbitro acaba achando que ele está se jogando o tempo todo'.

'O árbitro foi justo e rigoroso com os dois times. Capdevila talvez não fosse expulso na Inglaterra, há uma interpretação diferente do aspecto físico do jogo nas competições européias', avaliou Ferguson.

'Vendo a entrada (de Capdevila) de novo, ele foi muito alto. Quando você vai alto assim, se arrisca a ser expulso. Foram três faltas duras em Cristiano, e acho que o árbitro mostrou muito bem os cartões amarelos e então veio o vermelho', justificou.

Ferguson também falou da polêmica criada por uma tentativa de cavar pênalti do atacante Wayne Rooney. As imagens do lance mostram que o zagueiro Fabricio Fuentes não chega a encostar no jogador do United.

'Não é sua característica. Ele se desculpou comigo e disse que não teve intenção de fazer aquilo', argumentou o técnico, que aproveitou para alfinetar o francês Robert Pires, ex-Arsenal e hoje no Villarreal. 'Acho que ele (Rooney) tem assistido demais a Pires. Pelo menos Wayne se desculpou com os jogadores do Villarreal. Você nunca veria Pires fazendo isso'.

Curiosamente, os quatro encontros entre Manchester United e Villarreal pela Liga dos Campeões terminaram empatados, fato que Ferguson considera incomum: 'É incrível que estes quatro jogos não tenham tido um gol. Não sei como, já que somos um time ofensivo e o Villarreal também tem um grande retrospecto'.

'Acho que fomos uma ameaça maior do que eles, tivemos melhores oportunidades no jogo de hoje. Mas estamos felizes com a classificação. Era isso o que queríamos conquistar. Agora, temos vantagem sobre o Villarreal. Jogamos em casa contra o Aalborg, e eles visitam o Celtic, então esperamos vencer o grupo', concluiu o treinador.

Com os dois empates sem gols, o confronto direto não servirá para definir o primeiro lugar em caso de empate em pontos. O Manchester United tem dois gols a mais de saldo que o Villarreal, e por isso lidera.

O técnico do Villarreal, Manuel Pellegrini, disse não acreditar em uma mudança na classificação do grupo: 'Está decidido. O Manchester United vai ser primeiro, não creio que eles vão perder pontos em casa contra o Aalborg, que já garantiu o terceiro lugar. Não acredito que vá mudar nada'.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias