iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

26/11 - 14:55

Botafogo deve iniciar novo cenário político nesta quinta-feira
Maurício Assumpção surge como único candidato para substituir Bebeto de Freitas e ocupar o cargo de presidente

 

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - Ameaçada de não acontecer, a eleição presidencial do Botafogo foi confirmada para esta quinta-feira, das 9 às 21 horas, na sede de General Severiano. Maurício Assumpção surge como único candidato para substituir Bebeto de Freitas e ocupar o cargo pelo próximo triênio.

A semana, porém, foi conturbada. Na última terça-feira, Marcos Portella – que representa o Movimento Carlito Rocha, e seria o vice na chapa de Assumpção – desistiu por não concordar com algumas nomeações. Portella e outros conselheiros chegaram a cogitar inscrever uma chapa de última hora, mas a idéia não foi para frente porque não seria permitida pela Junta Eleitoral, presidida por Luis Eduardo Vaz de Miranda.

A manobra, porém, acabou colocando em risco a própria candidatura de Assumpção, que teve que correr para acertar um novo vice. A função passou para Antônio Carlos Mantuano, que foi derrotado por Bebeto de Freitas no pleito passado.

Pelo sistema da eleição, estão cadastrados pouco mais de mil sócios, mas o número de participantes não influenciará no resultado, uma vez que Assumpção precisaria apenas de um voto para ser eleito. O futuro presidente está animado com os desafios que terá pela frente, mas consciente das dificuldades que vai encontrar.

“O Botafogo vai precisar de muito trabalho no próximo ano, pois a situação do clube não é das melhores financeiramente falando. Mas não temos a menor dúvida de que vamos conseguir fazer uma boa administração, pois empenho não vai faltar”, empolgou-se Assumpção.

O futuro presidente tem como prioridades fazer um melhor uso do Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, além de montar um time competitivo para disputar títulos na próxima temporada. “O Engenhão precisa ser melhor usado pelo Botafogo, pois precisamos ter esse estádio como uma das principais fontes de receita. A Prefeitura já se mostrou aberta a nos ajudar nesta empreitada em 2009”, disse.

Além disso, Assumpção lembrou que o Bota precisará de reforços para voltar a brigar por títulos. “No futebol, precisamos sempre ter equipes competitivas, mas é importante deixar claro que isso só será possível com um bom investimento nas categorias de base, que serão olhadas com mais carinho”, disse.

‘Paciente’ à espera de cuidados - Após o processo eleitoral, ficará a expectativa sobre o posicionamento de nomes importantes da política do Botafogo. Bebeto de Freitas já anunciou que vai se afastar para tratar de problemas pessoais. Especula-se inclusive que ele poderia até mesmo retornar ao Atlético-MG para ajudar a futura diretoria, com quem tem um bom vínculo de amizade. Carlos Augusto Montenegro, que está como vice-presidente de futebol, disse que não aceitará cargos, mas deverá colaborar com a futura gestão.

Cláudio Good, atual vice-presidente geral e que chegou a ser pensado como nome de consenso, antes do lançamento da candidatura de Assumpção, deverá se afastar. Já Manoel Renha, empresário que ajudou Bebeto de Freitas nos últimos anos, deverá permanecer auxiliando o departamento de futebol, que terá o controle de André Silva. “Tenho certeza de que as pessoas que estão dispostas a ajudar o Botafogo estarão conosco nesta empreitada, pois o Botafogo é um paciente em coma e precisa da ajuda de todos”, disse Mantuano.

O processo de transição não deverá ter problemas pois André Silva, que será vice-presidente de futebol, e Maurício Assumpção já estão de certa forma trabalhando na formação do elenco para 2009 e em projetos futuros. Os dois, inclusive, participaram da reunião que definiu a renovação de contrato do técnico Ney Franco e já receberam do treinador uma lista com nomes que interessam para renovação de contrato, possíveis dispensados e reforços desejados.

André Silva também já se reuniu com os procuradores do apoiador Lucio Flavio para tratar da renovação de contrato do jogador, que tem propostas de Santos e Sport, além do exterior, mas que já manifestou o desejo de permanecer em General Severiano. Outros nomes que serão procurados para renovar são os laterais Alessandro e Thiaguinho, os zagueiros Renato Silva, Édson e André Luis e o meia Lucas Silva.


Leia mais sobre: Maurício Assumpção Botafogo



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo