iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

25/11 - 15:04

Santos estuda recurso para ter Kléber Pereira contra o Náutico
Caso o pedido alvinegro seja acatado pela Primeira Comissão Disciplinar do STJD, Kléber Pereira voltaria ao júri no dia 4 de dezembro

Gazeta Esportiva

SANTOS - O Santos não desistiu de contar com Kléber Pereira nesta reta final de Campeonato Brasileiro. Suspenso nessa segunda-feira pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por dois jogos, o artilheiro do Brasileirão agora espera o resultado das medidas que podem ser adotadas pela diretoria alvinegra para que haja um novo julgamento e o goleador possa voltar a atuar ainda este ano.

Sem poder entrar com um efeito suspensivo – que só cabe quando o jogador recebe pena igual ou superior a cinco jogos -, o Departamento Jurídico do Peixe confirmou a intenção de apelar contra a pena recebida pelo atacante, para que ele possa estar em campo na última rodada, diante do Náutico, em 7 de dezembro. O time da Vila Belmiro já sabe que, de qualquer forma, não poderá escalar o centroavante contra o Atlético-MG, no próximo domingo.

”Estamos estudando esse assunto juntamente com o nosso presidente (Marcelo Teixeira) e ainda hoje vamos decidir de qual maneira iremos proceder nesse caso. Temos três dias para apelarmos contra essa decisão e iremos entrar com este recurso no STJD até quinta-feira”, revelou o advogado santista, Mário Mello, para a reportagem da Gazeta Esportiva.Net.

Caso o pedido alvinegro seja acatado pela Primeira Comissão Disciplinar do STJD, Kléber Pereira voltaria ao júri no dia 4 de dezembro. Apesar da possibilidade de liberar o atleta para o confronto com o Náutico, o advogado do clube se mantém cauteloso quanto ao que pode acontecer. “São eles (julgadores) que decidem”, resumiu. “Durante o julgamento dessa segunda-feira, eles exibiram o áudio do Kléber após o jogo e aí fica mais complicado. Mas vamos ver o que pode acontecer. Tudo depende da cabeça deles (jurados)”, finalizou Mello.

O camisa 9 do Peixe foi indiciado pela procuradoria do STJD no artigo 252 (ofender moralmente o árbitro, seus auxiliares ou qualquer outro participante do evento desportivo), pelas suas declarações após a derrota santista para o Vasco, por 1 a 0, em São Januário, em 8 de novembro. Na ocasião, Kléber Pereira disse que o árbitro Elmo Alves Resende Cunha, que assinalou um pênalti contra o Alvinegro Praiano, 'devia estar com o bolso cheio'.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo