iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

25/11 - 17:05

Presidente da Federação Peruana diz que não renunciará

Para Manuel Burga, saída do cargo não resolverá o conflito com o governo, que culminou na suspensão do país

Agência Estado

LIMA (Peru) - Manuel Burga, presidente da Federação Peruana de futebol, afirmou nesta terça-feira que sua saída do cargo não resolverá o conflito com o governo, que fez com que a Fifa suspendesse a participação do país em competições internacionais até o dia 18 de dezembro. A situação será discutida na reunião do comitê executivo da Fifa, marcada para Tóquio, em 19 e 20 de dezembro.

"Este não é um problema desta natureza [renúncia], mas de modificar a legislação ou não poderá se solucionar nada", afirmou. Apesar disso, admite que será necessário dialogar. "Vamos terminar perdendo, mas a saída do presidente da federação não resolverá o problema. O que deve se fazer é sentar, estabelecer uma mesa de negociações e os pontos que precisam ser superados".

A punição aconteceu já que o Instituto de Esportes do Peru (IDP, na sigla em espanhol), órgão estatal que organiza o esporte no país, não reconhece a reeleição de Burga na Federação Peruana de Futebol. O IDP alega que Burga venceu uma disputa irregular. As contas da FPF estão bloqueadas.


Leia mais sobre: Peru



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo