iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

25/11 - 17:29

Juventus segura Zenit e antecipa vaga com 0 a 0 na Rússia

Duelando na gelada São Petersburgo, italianos se limitaram a segurar o ímpeto dos russos e estão nas oitavas-de-final

Gazeta Esportiva

SÃO PETERSBURGO (Rússia) - Depois de duas ótimas apresentações nas últimas rodadas da Liga dos Campeões em vitórias contra o Real Madrid, a Juventus deixou de lado o bom futebol para fazer apenas o necessário nesta terça-feira. Duelando na gelada cidade de São Petersburgo, os italianos se limitaram a segurar o ímpeto do Zenit e garantir um 0 a 0 que assegura vaga antecipada nas oitavas-de-final.

Com o ponto somado na Rússia, a equipe de Turim chegou a 11 e se manteve líder do grupo H, podendo ser alcançada somente pelo Real Madrid, que joga às 17h45 (de Brasília) desta terça-feira contra o BATE Borisov, na Bielo-Rússia. Os espanhóis começam a partida em segundo lugar com seis, um acima do Zenit.

Se houver vitória madrilenha, os russos terão que se contentar em brigar para ficar na terceira posição e ir à Copa da Uefa. O BATE é o lanterna da chave, com dois pontos, e, mesmo se perder do Real, ainda pode sonhar com a Uefa.

O jogo
Praticamente garantida na próxima fase, a Juventus entrou em campo sem alguns de seus principais jogadores. O brasileiro Amauri, por exemplo, ficou no banco. Cláudio Ranieri, no entanto, não abriu mão da experiência de Del Piero e Nedved para administrar o poderio russo e aproveitar algum vacilo para ficar com os três pontos.

E um erro dos atuais campeões da Copa da Uefa, que tinham os astros Arshavin, Pogrebnyak e o português Danny desde o apito inicial, quase foi fatal logo aos dois minutos, quando Nedved cobrou escanteio e Iaquinta assustou o goleiro Malafeev com uma perigosa cabeçada. Oito minutos depois, outra cabeçada, desta vez de Melberg, acertou a trave.

Os lances, porém, foi um dos poucos em que os visitantes se aventuraram no ataque. Com a necessidade de vencer para continuar dependendo apenas de si para ir à segunda etapa da Champions League, o time do técnico holandês Dick Advocaat acuou os italianos em seu campo e trocava passes de uma lateral à outra. O problema, no entanto, era ultrapassar a barreira de jogadores formada à frente e dentro da área defendida por Manninger, substituto do lesionado Buffon.

A insistência dos mandantes, entretanto, foi capaz de criar alguns lances de perigo. Como aos 17 minutos, Pogrebnyak, um dos principais alvos das jogadas russas, bateu falta que raspou a trave alvinegra. No fim do primeiro tempo, Timoschuk obrigou o goleiro Manninger a fazer boa defesa. A Juventus, contudo, era mais eficiente em suas descidas e chegou a acertar a trave novamente, em arremate de Camoranesi.


Leia mais sobre: Juventus Zenit



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AP

Ninguém brilhou
Nedved, da Juve, e Tymoschuk, do Zenti, vão ao chão; partida na fria Rússia não saiu do zero

Topo