iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

25/11 - 14:44

Eleições no Botafogo sofrem reviravolta e podem ser adiadas

Vice da chapa de Maurício Assumpção abandonou disputa e candidato não pode ser candidato único

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - Nas eleições da próxima quinta-feira no Botafogo, ao contrário do previsto, Maurício Assumpção pode não ser candidato único. O vice-presidente de sua chapa, Marcos Portella, que representa o Movimento Carlito Rocha, ficou insatisfeito com a indicação de alguns cargos e abandonou o correligionário, lançando uma outra de última hora que ainda dependeria de aprovação da Junta Eleitoral.

Se o racha for confirmado, ficará a expectativa sobre o posicionamento de alguns políticos influentes do clube, como o atual presidente Bebeto de Freitas, que está alijado do processo eleitoral, e Carlos Augusto Montenegro, que vem manifestando apoio a Maurício Assumpção desde o início do surgimento dos possíveis candidatos.

Existe também a possibilidade de a eleição ser transferida para o dia 17 de dezembro, com uma surpresa: Cláudio Good, vice-presidente geral, pode sair candidato com o apoio de Portella.

Enquanto tenta acertar a nova cúpula, o clube tenta pensar no time de futebol. Além de Lúcio Flávio, cuja permanência é tida como prioridade pela diretoria e pela comissão técnica, o Botafogo vai trabalhar para renovar outros contratos que se encerram no fim do ano. Os zagueiros Renato Silva e André Luis tiveram a renovação contratual pedida por Ney Franco e os cartolas já começaram a se movimentar.

A situação do primeiro é mais complicada porque ele teria proposta concreta do Corinthians. Já André Luis deu entrevistas dizendo que pretende ficar para apagar a imagem negativa deixada nesta temporada, quando foi preso em Recife (PE) após ser expulso na derrota de 3 a 0 para o Náutico e depois tirou o cartão amarelo das mãos do árbitro no empate por 2 a 2 com o Estudiantes, pela Copa Sul-Americana.

Outro jogador que está negociando a renovação o vínculo é o meia Lucas Silva, que passou a maior parte do ano no banco de reservas, mas vem ganhando oportunidades com Ney Franco no fim deste Brasileiro. O jogador, que tem proposta para retornar ao futebol mexicano, já manifestou o desejo de ficar.


Leia mais sobre: Marcos Portella Movimento Carlito Rocha Botafogo



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo