iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

24/11 - 12:15

De folga, santistas torcem por absolvição de goleiro e atacante

Santos precisa conquistar pontos contra Atlético-MG (fora) e Náutico (casa)

Gazeta Esportiva

SANTOS - Após a derrota para o Coritiba, no último sábado, por 5 a 1, as atenções no Santos estão voltadas para o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Como a comissão técnica decidiu por adiar a reapresentação do elenco para a tarde desta terça-feira, no CT Rei Pelé, os santistas ficam na torcida para que o goleiro Fábio Costa e o atacante Kléber Pereira não sejam suspensos pelo tribunal e possam atuar nos dois últimos jogos do Campeonato Brasileiro, contra Atlético-MG (fora) e Náutico (casa).

O arqueiro e o centroavante foram enquadrados pela procuradoria no artigo 252 (ofender moralmente o árbitro, seus auxiliares ou qualquer outro participante do evento desportivo) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), podendo pegar de dois a seis jogos de punição.

O técnico Márcio Fernandes reconhece que seria um duro golpe para a sua equipe perder duas peças importantes no elenco logo na reta final da competição. “Seria muito ruim ficar sem eles. Tanto o Kléber (Pereira) quanto o Fábio (Costa) são atletas de altíssimo nível e qualquer time sentiria muito a ausência de jogadores como eles”, disse. “Vamos torcer para que dê tudo certo e eles sejam absolvidos”, completou o treinador.

Já o volante Rodrigo Souto admitiu que o grupo alvinegro está bastante apreensivo pelo resultado do julgamento. “Eles (Fábio Costa e Kleber Pereira) estão mais tranqüilos do que nós. A ansiedade é mais nossa do que deles, que vão ser julgados, porque sabemos da importância que eles tem para o nosso elenco”, revelou.

Entenda os casos

A polêmica envolvendo o artilheiro do Brasileirão começou após o apito final do duelo vencido pelo Vasco, por 1 a 0, em São Januário. A reclamação de Pereira aconteceu por causa do gol que decidiu a partida, marcado por Edmundo, em cobrança de pênalti.

Com a cabeça quente pela derrota, o camisa 9 do Peixe não economizou nas críticas ao árbitro Elmo Alves Resende Cunha: “Ele não sentiu pressão. Já veio pressionado. O bolso dele deve estar cheio. Tem que colocar esse juiz em todos os jogos do Vasco. Se esse juiz apitar sempre, o Vasco não vai cair. É uma vergonha para o futebol brasileiro”, afirmou na época. Dias depois, o goleador deu uma entrevista em disse ter sido mal-interpretado e pediu desculpas ao juiz goiano

O caso do capitão alvinegro envolve acusações relatadas por Elmo Alves Resende Cunha na súmula do confronto contra os cariocas. O camisa 1 do Santos foi citado por ter se dirigido de maneira ofensiva ao quarto árbitro, que pediu para que o arqueiro assinasse a comunicação de penalidades no vestiário. Fábio Costa se negou a assinar o documento. Depois de muita insistência, o goleiro atendeu a solicitação da arbitragem com a seguinte frase: “Você é um auxiliarzinho de m... Agora vai lá receber uma lembrançinha do Vasco”.


Leia mais sobre: Santos Kléber Pereira Fábio Costa Campeonato Brasileiro



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo