iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

23/11 - 11:59

Wenger irrita-se com pergunta, mas garante Gallas no Arsenal

Após revelar problemas de relacionamento no elenco, o francês ficou de fora da derrota para o Manchester City

Gazeta Esportiva

MANCHESTER (Inglaterra) - A polêmica envolvendo William Gallas no Arsenal não deve acabar tão cedo. Após revelar problemas de relacionamento no elenco, o francês ficou de fora da relação do técnico Arsene Wenger para a partida deste sábado contra o Manchester City. Mesmo assim, foi o assunto após a derrota por 3 a 0.

Arsene, porém, Wenger não gostou de comentar o assunto. “Não irei falar sobre William Gallas em uma entrevista coletiva pós-jogo. Ele é um jogador que não entrou em campo hoje (sábado), então o que ele pode ter feito que mereça ser comentado? Nada”, afirmou Wenger, que preferiu falar sobre os jogadores que entraram em campo.

“Por que nós não falamos sobre Cesc Fábregas ou sobre os outros nove jogadores que não estão aqui? Podemos ficar aqui até a meia-noite, e eu darei a mesma resposta para a mesma pergunta”, irritou-se.

Após cada partida do Campeonato Inglês, dois jogadores de cada equipe são escolhidos para participar da entrevista coletiva. E mesmo sem esconder seu destempero com as perguntas referentes ao zagueiro francês, o técnico dos Gunners assegurou a permanência do jogador no elenco. “Ele tem futuro no clube, é claro”, garantiu Wenger.

A permanência de Gallas, mesmo com as polêmicas de relacionamento no elenco, é defendida inclusive por antigo ídolos do clube. Atleta do Arsenal entre 1987 e 2000, o ex-zagueiro Nigel Winterburn acredita a manutenção do defensor no time londrino é a decisão mais correta, e que os problemas do elenco logo serão superados.

“Arsene Wenger precisa saber lidar com isso. Se ele tira a braçadeira de capitão (de Gallas) e mantém ele no time, é claro que Gallas irá se desculpar. Os jogadores terão que aceitar e a vida continuará”, afirmou Winterburn, atualmente membro da comissão técnica do Blackburn Rovers.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias