iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

22/11 - 18:28, atualizada às 21:23 22/11

No jogo das faixas e das confusões, Corinthians bate Avaí: 3 a 2

Enquanto rolava a festa no Pacaembú, o Barueri foi o 3º clube paulista e último da Série B a conquistar o acesso à Série A

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - A festa que antecedeu o jogo das faixas entre Corinthians e Avaí, neste sábado, acabou assim que o árbitro Péricles Bassols Pegado Cortez apitou e a bola começou a rolar. Nem parecia que os dois times já estavam com vaga garantida na elite nacional em 2009.

Em um duelo de alto nível técnico, mas também muito nervoso, não faltou nada: jogadas bonitas, gols anulados, faltas, confusão, empurrões, briga, expulsões e, é claro, gols, muitos gols.

Melhor para o Corinthians e para o argentino Herrera, autor dos dois primeiros gols que garantiram a vitória por 3 a 2 ao Alvinegro, a 42ª da temporada (André Santos completou o placar), e adiaram o sonho do vice-campeonato para os catarinenses do Avaí.

Passado o “jogo das faixas”, as duas equipes dão adeus à Série B no próximo sábado. O Timão, com uma equipe formada apenas por reservas, vai a Natal encarar o América-RN, enquanto o Avaí abre as portas do estádio da Ressacada para encarar o São Caetano.


Veja os gols de Corinthians 3 x 2 Avaí

O jogo
Eletrizante. Assim pode ser definido o duelo entre Corinthians e Avaí no Pacaembu. Logo aos quatro minutos o argentino Herrera mostrou porque a direção do clube tem mesmo que se esforçar para mantê-lo no Parque São Jorge em 2009.

Elias passou por dois marcadores e fez passe milimétrico para o artilheiro, que recebeu na frente do goleiro Eduardo Martini e, com categoria, tocou para o fundo das redes, fazendo 1 a 0 Timão.

Gazeta Press
Capitão William levanta a taça do Campeonato Brasileiro da Série B


Logo na seqüência, após cobrança de escanteio de Marquinhos, André Turatto foi mais rápido que o goleiro Felipe e deixou tudo igual, acendendo definitivamente o estopim no gramado do Pacaembu.

Enquanto torcedores forçavam o portão principal do Pacaembu na tentativa de invadir e eram contidos por homens da Polícia Militar, o atacante Dentinho recebia um empurrão do goleiro Eduardo Martini, provocando confusão generalizada entre os atletas.

Com os ânimos um pouco mais frios, a bola voltou a rolar e mais uma vez em alto nível. Marcos Winícius, livre após cobrança de escanteio, perdeu a chance da virada, mas o argentino Herrera, não. Aos 41 minutos, o argentino completou com precisão uma linda linha de passe que começou com Elias, passou por Alessandro e Dentinho (em posição duvidosa), levando o Timão para os vestiários em vantagem: 2 a 1.


Mano confirma renovação de contrato com o Corinthians

Mancha na festa
O clima quente continuou no segundo tempo e uma cena lamentável estragou a bonita festa da entrega das faixas. Inconformado com uma entrada do volante Batista, Elias foi tirar satisfações com o jogador do Avaí e deu a senha para uma confusão generalizada.

Voadoras, socos, pontapés e correria envolvendo titulares e reservas tomaram conta do gramado dos 13 aos 19 minutos da etapa final. O saldo: duas expulsões para cada lado. Elias e Morais pelo Timão, Batista e Marquinhos pelo Avaí.

Quando a bola voltou a rolar, os jogadores do Corinthians aproveitaram os espaços para fechar a festa com chave de ouro. Em cobrança de falta ensaiada, Cristian rolou para André Santos, que encheu o pé. Eduardo Martini foi para a bola, mas não conseguiu segurar e ficou com as “penas” na mão: 3 a 1. Marcos Winícius ainda diminuiu, mas não estragou a alegria da Fiel, que ainda viu Chicão ser expulso.

FICHA TÉCNICA:
CORINTHIANS 3 X 2 AVAÍ  (Veja como foi o jogo lance a lance)

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 22 de novembro de 2008 (sábado)
Horário: 16h20 (de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez (RJ)
Assistentes: Hilton Moutinho Rodrigues (Fifa-RJ) e Rodrigo Pereira Joia (RJ)
Renda: R$ 672.850,00
Público: 32.774
Cartões amarelos: Cristian, Herrera, William (Corinthians), Marcos Winícius, Marquinhos, Abuda (Avaí)
Cartões vermelhos: Elias, Morais e Chicão (Corinthians), Batista e Marquinhos, Joélson (Avaí)

GOLS:
CORINTHIANS: Herrera, aos 4 e aos 41 minutos do primeiro tempo, André Santos, aos 30 minutos do segundo tempo 
AVAÍ: André Turatto, aos 6 minutos do primeiro tempo, Marcos Winícius, aos 40 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Felipe; Alessandro, Chicão, William e André Santos; Cristian, Elias, Morais e Douglas (Saci); Dentinho (Bebeto) e Herrera (Carlos Alberto)
Técnico: Mano Menezes

AVAÍ-SC: Eduardo Martini; Arlindo Maracanã, Rafael, André Turatto e Gustavo (Joelson); Marcus Winícius, Batista, Marquinhos e Válber (Wendel); Evando e William (Abuda)
Técnico: Silas

Leia também:


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

Herrera

Aguerrido e goleador
Argentino marcou dois gols e foi decisivo na vitória do Corinthians, coroando a boa temporada

Topo
Contador de notícias