iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

21/11 - 23:12

Botafogo joga por ele e por cariocas contra o Atlético-PR
Fluminense e Vasco, que estão lutando contra o rebaixamento, têm no Furacão um rival direito

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - O Botafogo recebe o Atlético-PR neste sábado, às 18h30 (de Brasília), no Engenhão, no Rio de Janeiro, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Alvinegro, que soma 49 pontos, depende de mais um simples triunfo para garantir vaga na próxima Copa Sul-Americana.

Porém, a vitória representará muito para o futebol carioca, já que Fluminense e Vasco, que estão lutando contra o rebaixamento, têm no Furacão um rival direito.

O time paranaense, embalado por triunfos de 2 a 0 sobre o Figueirense e 2 a 1 sobre o Vitória, figura em 14º lugar com 41 pontos. A boa fase contrasta com a dos botafoguenses, que perderam os últimos quatro compromissos pelo campeonato nacional, sendo o mais recente um 3 a 1 diante do Goiás, em Itumbiara. No primeiro turno, na Arena da Baixada, em Curitiba (PR), o Botafogo venceu por 3 a 0.

Ney Franco, técnico do Botafogo, renovou contrato com o clube por mais um ano e espera usar os jogos que faltam como uma espécie de laboratório para a próxima temporada, quando o orçamento do clube estará reduzido. O treinador disse que não pensa em outro resultado que não seja a vitória e por isso vai exigir o máximo de seus comandados.

'O nosso pensamento é a conquista do três pontos, pois ainda não garantimos a vaga na Copa Sul-Americana. Além disso os jogadores vão precisar mostrar o máximo de empenho, uma vez que muitos deles querem permanecer na próxima temporada e precisam mostrar que sempre honram e respeitam a camisa do Botafogo. Tenho certeza de que o nosso comportamento em campo será muito melhor do que o exibido contra o Goiás', afirmou Ney Franco.

Os jogadores do Botafogo também prometem mostrar mais empenho diante do Atlético-PR. A semana foi de muitas cobranças por causa do desempenho no interior de Goiás e até o meia Lucio Flavio cobrou uma melhor atitude do elenco. O jogador acredita que neste sábado todos devem se esforçar por se tratar de um duelo dentro de casa.

'Mesmo que a torcida do Botafogo não compareça em grande número, por causa da fase do time, precisamos honrar aqueles que estarão no Engenhão nos prestigiando. Tenho uma história muito bonita no Botafogo, onde passei os melhores anos de minha carreira. Por isso estou sempre motivado a vestir essa camisa, independentemente do que possa valer o jogo', garantiu Lucio Flavio.

O jogador comentou ainda o interesse de Fluminense e Vasco na partida.

'Não estamos pensando nisso. Ninguém aqui vai entrar em campo pensando em ajudar ou prejudicar outras equipes. Vamos buscar a vitória por causa do Botafogo', explicou o meia.

Ney Franco vem encontrando sérios problemas para armar a formação titular para esta partida. Isto porque, o zagueiro Renato Silva, com um estiramento muscular na coxa direita, foi vetado pelo departamento médico. O zagueiro André Luis e o volante Túlio, expulsos na derrota para o Goiás, e o volante Diguinho, que recebeu o terceiro cartão amarelo no mesmo jogo, terão que cumprir suspensão.

Outro suspenso é o atacante Jorge Henrique, afastado por duas partidas pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por conta de sua expulsão contra o Grêmio, derrota por 2 a 1 em Porto Alegre no dia 4 de outubro.

Com isso a zaga será formada pelos reservas Édson e Emerson, enquanto Alessandro, recuperado de dores na coxa direita, ocupará a lateral direita. O meio-campo terá Eduardo e Túlio Souza se juntando a Leandro Guerreiro e Lúcio Flavio. No ataque, o meia Lucas Silva foi adiantado para fazer a função de Jorge Henrique. A única dúvida está na frente, entre Fábio e Leandro Zárate. O primeiro sente um incômodo no ombro direito e será reavaliado.

Pelo lado do Atlético-PR, o técnico Geninho vai repetir o time das duas últimas vitórias. O treinador reconhece que sua equipe pode tentar tirar proveito da má fase do Botafogo.

'O Botafogo não vive um grande momento e nós estamos embalados. Podemos usar isso a nosso favor, mas jogando com inteligência e sabendo explorar os pontos fracos do nosso rival. Porém, não podemos cair no erro de esperarmos facilidades, pois o Botafogo conta com atletas de muita qualidade e com um treinador inteligente e preparado', disse Geninho.

Já os jogadores atleticanos não escondem a ansiedade para afastarem qualquer risco de rebaixamento.

'Temos que aproveitar a nossa boa fase para acabarmos logo com esse sofrimento. Não faz mais sentido continuarmos assim. Estamos vindo de duas vitórias e esse é o momento de assegurarmos a permanência na elite', afirmou o zagueiro Rhodolfo.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO-RJ x ATLÉTICO-PR

Local: Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 22 de novembro de 2008 (Sábado)
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Antônio Hora Filho (SE)
Assistentes: Cleriston Rios (SE) e Ivaney Lima (SE)

BOTAFOGO: Renan, Alessandro, Édson, Emerson e Triguinho; Leandro Guerreiro, Eduardo, Túlio Souza e Lucio Flavio; Lucas Silva e Fábio (Leandro Zárate)
Técnico: Ney Franco

ATLÉTICO-PR: Galatto, Antônio Carlos, Chico e Rhodolfo; Zé Antônio, Valencia, Alan Bahia, Ferreira e Netinho; Rafael Moura e Júlio César
Técnico: Geninho


Leia mais sobre: Botafogo Atlético-PR Brasileirão



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo