iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

21/11 - 08:57

Bilardo: "tempo é o maior inimigo de Maradona"
Diretor-geral de seleções da Argentina se mostrou preocupado com próximidade da Copa de 2010

 

Reuters

GLASGOW (Escócia)- O tempo é o maior inimigo do novo técnico da seleção Argentina, Diego Maradona, em sua luta para levar a Argentina ao terceiro título da Copa do Mundo, de acordo com Carlos Bilardo, treinador da equipe na conquista do Mundial de 1986.

Maradona, que era capitão quando a Argentina chegou às finais das Copas de 1986 e 1990, chegou ao posto de técnico neste mês, quase um ano e meio antes da Copa de 2010, que será na África do Sul.

"Temos pouco tempo, são 18 meses, menos, porque ainda há as férias que os jogadores devem respeitar", disse Bilardo, diretor-geral de seleções da Argentina, em entrevista na quinta-feira.

"Naquele ano (1986) tivemos quatro anos", disse. "Havia jogadores jovens, como Oscar Ruggeri, mas eles chegaram lá em boa forma".

Bilardo disse que não quer discutir se o presidente da Associação Argentina de Futebol, Julio Grondona, atenderá o pedido de Maradona de incluir o ex-defensor e capitão da seleção Ruggeri em sua comissão técnica.

"Não sei, veremos", disse Bilardo, de 69 anos. "Ainda temos de montar o time, quero dizer, a equipe técnica. Isso ainda não foi feito".

Bilardo disse que Alejandro Mancuso e Miguel Angel Lemme, amigos de Maradona, somente foram escolhidos assistentes para a estréia do novo treinador, quarta-feira, na qual a Argentina derrotou a Escócia por 1 x 0. Ele não disse se os dois serão mantidos.

Grondona tem diferenças pessoais com Ruggeri, e teria o impedido de assumir o posto de capitão da Argentina na Copa América de 1993.


Leia mais sobre: Diego Maradona Seleção Argentina Carlos Bilardo



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo