iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

19/11 - 10:15

Kléber dispara contra Asprilla: "Tem que manter a palavra"

Zagueiro do Figueirense havia absolvido atacante por cotovelada, mas voltou atrás, dizendo que ato foi proposital

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - O atacante Kléber encara nesta quarta-feira, a partir de 11 horas, mais um julgamento no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva). Inicialmente, o palmeirense tinha total absolvição do zagueiro Asprilla, do Figueirense, pela cotovelada acertada no rosto do adversário na partida do dia 8 de outubro.

Só que, neste final de semana, o defensor do time catarinense mudou de opinião, fato que irritou Kléber.

Depois da partida contra o São Paulo, no Morumbi, Asprilla declarou que a cotovelada do atleta do Palmeiras foi proposital. Ao saber do novo discurso do defensor, Kléber não teve dúvidas ao disparar contra o adversário:

"Primeiro ele falou uma coisa e depois fala outra coisa. Nessas horas do campeonato, o cara costuma mudar de opinião. Ele tem que manter a palavra", bradou o representante alviverde.

No primeiro julgamento no STJD, Kléber acabou absolvido pela Primeira Comissão. Ele respondeu ao artigo 254 (Praticar jogada violenta) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que prevê suspensão de duas a seis partidas.

Agora, Kléber aguarda o mesmo critério do pleno do STJD para o novo julgamento, apesar das recentes palavras de Asprilla. "Não acredito que o que ele disse venha a me prejudicar", opinou o atacante.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Reprodução

Foi sem querer
Jogador do Palmeiras ficou irritado com zagueiro do Figueirense, que mudou de opinião

Topo