iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

19/11 - 20:00

França e Uruguai ficam no zero; Roger marca e Polônia vence

Franceses foram ligeiramente superiores, mas não acharam o caminho do gol; poloneses fizeram 3 a 2 na Irlanda

Gazeta Esportiva

PARIS (França) - Três títulos mundiais estiveram em campo nesta quarta-feira no Stade de France, em Paris, mas os gols que já levaram os dois países ao lugar mais alto do pódio do futebol mundial não apareceram para animar a festa protagonizada por França e Uruguai.

Em uma partida que não prezou pelo nível técnico, os franceses foram ligeiramente superiores, mas não o suficiente para transformar o melhor nível técnico apresentado em vantagem no placar.

Apesar de ter cedido ao desejo popular e montado o ataque com Henry e Anelka, além de contar com os criativos Ribéry e Gourcuff, o melhor jogador em atividade no país, Domenech não ficou satisfeito com o que viu, tanto que fez diversas substituições ao longo da partida, sacando suas principais estrelas ofensivas.

Anelka deu lugar ao estreante Savidan aos 30 minutos do segundo tempo, mas o artilheiro do Caen também não conseguiu furar a retaguarda uruguaia. Substituto de Ribéry na etapa final, Benzema também pouco acrescentou, assim como Nasri e Briand, que ganharam oportunidade nas vagas de Henry e Gourcuff.

Com muitos desfalques na defesa (Julien Escudé, Bakary Sagna, Abidal, Sagnol e François Clerc, todos machucados), o técnico Raymond Domenech viu seu trabalho prejudicado e agora terá de agüentar a pressão da torcida, que anda insatisfeita com o rendimento dos Bleus nas Eliminatórias européias para a Copa de 2010.

Os franceses ocupam apenas a terceira posição do Grupo 7 da competição, com quatro pontos ganhos em três jogos, cinco a menos do que Sérvia e Lituânia, atuais líderes da chave.

Se a França beira a crise por não conseguir engatar uma seqüência de bons resultados, o mesmo não se pode dizer da Polônia. Vice-líder do Grupo 3 das Eliminatórias, dois pontos atrás da Eslováquia, a Polônia não se intimidou pelo fato de atuar fora de casa e bateu a Irlanda: 3 a 2.

Lewandowski, aos três minutos do primeiro tempo e aos 44 do segundo, foi o artilheiro da noite, enquanto Roger, aos dois minutos da etapa final, contribuiu de forma decisiva para a vitória polonesa.

O lateral-esquerdo revelado pelo Corinthians vem sendo um dos pontos fortes dos poloneses na temporada, marcando gols importantes e ajudando na boa campanha da seleção nas Eliminatórias.

Os gols dos donos da casa na derrota desta quarta-feira foram marcados por Hunt, cobrando pênalti aos 43 minutos do segundo tempo, e por Andrews, já nos acréscimos do disputado duelo.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


AP

Estreia tímida
Savidan fez sua primeira partida pela França, mas não conseguiu ajudar os Bleus como queria

Topo