iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

18/11 - 09:59

Túlio: “O Corinthians tinha a obrigação de fazer o artilheiro”

Centroavante ainda aproveitou para orgulhar-se de estar à frente de Dentinho, atacante do alvinegro paulista

Gazeta Esportiva

GOIÂNIA - Túlio Maravilha era o único jogador do Vila Nova assediado nos vestiários do estádio do Pacaembu, sábado. Não por torcedores goianos.

Enquanto posava para fotos ao lado de corintianos (minutos antes, fora bastante vaiado no gramado), distribuía autógrafos e afagos, o veterano se autopromovia para desculpar a queda de rendimento de sua equipe na Série B.

“Com esse time todo, cheio de investimentos, o Corinthians tinha a obrigação de fazer o artilheiro do campeonato. E quem é o goleador? O Túlio Maravilha. O Dentinho, ou sei lá quem, está dez gols atrás de mim na tabela”, orgulhou-se o centroavante. Túlio já contabiliza 23 gols na competição, contra 15 de Nunes, do Bragantino, e 14 de Dentinho, do Corinthians.

O veterano precisa lembrar dos seus feitos para diminuir a frustração dos torcedores do Vila Nova. Após as derrotas para Barueri (com pênalti desperdiçado por Túlio) e Corinthians, o time goiano diminuiu para 1%, segundo o matemático Tristão Garcia, sua chance de classificação para a Série A. “Está todo mundo triste, decepcionado, mas não será um pênalti perdido que vai manchar a minha carreira. Talvez não estivéssemos preparados para subir. Quem sabe o Vila não suba com o Atlético-GO no ano que vem? Deus pode ter reservado isso”, rezou.

Ao se desculpar com os torcedores do Vila Nova, Túlio avisou que os 23 gols marcados na Segunda Divisão não foram sua única utilidade à equipe. “O Túlio Maravilha leva propaganda gratuita ao Vila. Sou eu que coloco o clube na mídia nacional. Quantas vezes o time não foi citado na grande imprensa por minha causa? Não importa só ser artilheiro, pois tenho 39 anos e ainda corro como um garoto. Meu custo-benefício é muito bom”, orgulhou-se.

Resta saber se Túlio Maravilha continuará como garoto-propaganda do Vila Nova em 2009. Vereador eleito em Goiânia, o centroavante ainda não pretende se dedicar exclusivamente à política. “Se o Vila quiser, meu talento e a minha força continuarão à disposição para dar todas as alegrias do mundo à torcida. Vai ser uma correria, mas quero conciliar o futebol com o trabalho fora de campo. Também posso jogar no Rio de Janeiro”, especulou. O Botafogo, pelo qual foi campeão brasileiro em 1995, poderá ser o destino final do artilheiro.


Leia mais sobre: Túlio Maravilha Vila Nova Corinthians



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

Prêmio de consolação
Vila Nova está quase sem chances de subir para a Série A, mas Túlio será o artilheiro

Topo