iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

18/11 - 14:59

Irmão de Kléber Pereira anima Corinthians: "Conversando a gente se entende"

Amizade com o dirigente do Corinthians, Antônio Carlos, pode facilitar negociação para atacante deixar Santos

Gazeta Esportiva

SANTOS  - A alta multa rescisória do contrato de Kléber Pereira com o Santos não é um empecilho para o Corinthians contratar o atacante. Quem garante é o irmão e empresário do jogador, Daniel Pereira: “Conversando a gente se entende”.

A diretoria do Corinthians conversou com Daniel em abril, antes de Kléber estender seu vínculo com o Santos até o final de 2009. “Desde então, não tivemos mais nenhum contato. Não nos fizeram uma nova oferta. Também nunca falei com o presidente do Corinthians. Só com o Antônio Carlos”, negou o procurador.

Para Daniel, a presença de Antônio Carlos na diretoria do Corinthians facilita uma transação. Companheiro de Kléber Pereira no Santos, o ex-zagueiro chegou a jantar com o atacante em uma pizzaria no início do ano, na tentativa de convencê-lo a defender o clube do Parque São Jorge. A amizade havia ajudado nas contratações dos laterais Alessandro e Denis, mas não foi suficiente nesse caso.

“O Santos nem chegou perto do acordo que o Corinthians me propôs”, discursou Kléber Pereira na época. Ele justificou a preferência pelo Santos por já estar ambientado à equipe e à cidade.

Agora, porém, novas ofertas ameaçam tirar Kléber Pereira da Vila Belmiro. Nenhuma do Corinthians, por enquanto. “Só que o Antônio Carlos é um grande amigo da gente e também tem boas relações no Santos. A possibilidade existe, sim. Mas ninguém me procurou até agora”, reforçou Daniel Pereira.

O irmão de Kléber, no entanto, garante que já recebeu propostas de clubes do exterior pelo atacante. Chegou a divergir publicamente de Marcelo Teixeira, presidente do Santos, sobre os valores da multa rescisória – US$ 5 milhões (quase R$ 11,5 milhões) para times estrangeiros e US$ 10 milhões (cerca de R$ 23 milhões) para brasileiros, segundo Daniel; US$ 70 milhões (R$ 160 milhões) e US$ 30 milhões (R$ 68,7 milhões), de acordo com o dirigente.

“Para o Brasil, é mais caro”, repetiu o empresário, antes de negar que a quantia possa atrapalhar uma eventual transferência para o Corinthians, cuja dívida total está avaliada em mais de R$ 90 milhões. O clube paulistano dificilmente investiria muito em um veterano.

Mas a posição de Daniel Pereira não é de enfrentamento com o Marcelo Teixeira. “Não tenho nenhuma proposta do Corinthians. Se receber alguma coisa, vou encaminhar ao presidente. Essa é a minha postura. O Kléber tem contrato e é o Santos quem deve decidir sobre seu futuro”, discursou.


Leia mais sobre: Kléber Pereira Santos Corinthians



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

Amigo de Antonio Carlos
Kléber Pereira é o artilheiro do Brasileirão pelo Santos e pode ir para o Corinthians em 2009

Topo