iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

16/11 - 22:50

Por tranqüilidade, Márcio Fernandes pede fim das especulações

Técnico argumentou que, mesmo com vitória, não pode dizer que time está tranqüilo no Vila Belmiro

Gazeta Esportiva

SANTOS - Responsável pela reação do Santos no Campeonato Brasileiro, o técnico Márcio Fernandes admitiu neste domingo, após a vitória por 1 a 0 sobre o Inter na Vila, que as especulações envolvendo a sua permanência ou não no time estão atrapalhando. O comandante escancarou a sua insatisfação ao ser questionado se o triunfo desta noite deixou time tranqüilo em relação ao perigo do rebaixamento.

“É difícil falar em tranqüilidade. A cada vitória nossa sai uma página inteira de jornal com nomes de treinadores que podem vir. Não vejo nada sobre a melhora da equipe”, desabafou.

“Já falei algumas vezes que não me preocupo com isso. Não me incomoda, mas acho que é uma situação nada agradável. O presidente já falou comigo, me deixou tranqüilo, mas a insistência no assunto é grande e eu preciso de tranqüilidade para prosseguir com o trabalho”, complementou Fernandes.

Sob seu comando, o Peixe saiu da zona do rebaixamento e está na briga por uma vaga na Sul-americana. Fernandes tenta evitar, mas acaba elogiando o seu trabalho.

“Não cabe a mim ficar supervalorizando, ou achando as coisas que faço maravilhosas. Meu trabalho é fazer o time, corrigir erros e melhorar. Já passei alguns dados. Nosso time tinha pior posse de bola do campeonato e hoje possui a bola com qualidade. A nossa posse no jogo com o Grêmio foi recorde. Esse tipo de coisa me deixa feliz, porque há uma melhora”, destacou.

Com o triunfo sobre o Inter, o Santos chegou a 43 pontos e praticamente garantiu a permanência na Série A. O técnico, porém, esquece a degola e só pensa em uma vaga na Copa Sul-americana (o time assumiu a 13ª colocação do Brasileirão e estaria garantido no torneio continental).

“Pode acontecer de 43 pontos já serem suficientes para ficar livres (do descenso), dependendo de uma combinação de resultados. Mas não estamos pensando nisso. Um time grande como o Santos Futebol Clube tem que pensar sempre em vencer. Vamos procurar somar o maior número de pontos possíveis e deixar o time em uma boa condição”, concluiu.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias