iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

16/11 - 23:55

Para Luxa, “interferência” de Gaciba foi decisiva na goleada

Treinador reclamou da cobrança de falta de Obina que originou o segundo gol do Flamengo, segundo ele 'muito à frente'

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - Aos 24 minutos do segundo tempo, Kléberson, livre na área, selou com uma cabeçada a goleada por 5 a 2 do Flamengo sobre o Palmeiras. Para Wanderley Luxemburgo, no entanto, o ampliado resultado foi definido aos 21 minutos da etapa inicial.

E não por culpa de nenhum rubro-negro.

A jogada que terminou com o gol de Ibson, que deixou os cariocas vencendo por 2 a 1, originou-se em uma cobrança de falta de Obina. Oito metros à frente de onde a infração foi marcada, o atacante deu início ao gol com um lançamento a Fábio Luciano, o que tirou o técnico do sério.

“Foi um jogo em que tomamos cinco gols, mas detalhezinho é o que mais funciona no futebol. O (árbitro Leonardo) Gaciba teve uma interferência muito grande. O segundo gol do flamengo foi totalmente irregular, o Obina cobrou a falta oito metros de onde foi a falta e ele deixou seguir com minha equipe totalmente desorganizada”, reclamou.

O comandante palmeirense viu no lance a frustração de uma reação de sua equipe. “Naquele momento, tínhamos controlado um pouco a situação depois de termos saído atrás no placar”, disse, lembrando do gol de Marcelinho Paraíba com dois minutos de jogo. “O gol saiu com essa interferência e o Flamengo pode sair nos contragolpes para fazer o resultado”, complementou.

Com a derrota, o Verdão caiu para a quinta posição, estacionado nos 61 pontos e a sete pontos do líder São Paulo e fora da zona de classificação para a Libertadores por ter menor número de vitórias que o quarto colocado Cruzeiro (19 para 18).

Na próxima rodada, os paulistas recebem o lanterna Ipatinga no domingo ciente de que basta uma vitória para voltar ao G-4 – Cruzeiro e o terceiro colocado Flamengo fazem confronto direto no Mineirão no mesmo dia.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias