iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

14/11 - 19:37

Diego Souza reluta, mas conta: Luxemburgo testou três times

“Vai ter mudança? Não estou sabendo de nada. Se falar, eu caio”, brincou o meia palmeirense

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Quem não é jogador, dirigente ou da comissão técnica do Palmeiras, não pôde acompanhar o último coletivo visando ao duelo de domingo contra o Flamengo. Um dos que participou da atividade, no entanto, não demorou muito para dar a sua versão sobre o que Wanderley Luxemburgo pensa para escalar no Maracanã.

Uma das novidades da equipe, Diego Souza começou sua entrevista relutando em falar qualquer coisa sobre o treinamento. Três perguntas sobre o assunto, no entanto, bastaram para o meia dizer sem muita convicção que o técnico usou três formações no trabalho tático.

“O Wanderley testou três possibilidades de time, fez mudanças e viu o que mais gostou para jogar no domingo”, contou o jogador, pouco depois de ter se recusado a responder. “Vai ter mudança? Não estou sabendo de nada. Se falar, eu caio”, sorriu, no início de suas declarações.

De qualquer maneira, é bem possível que Luxemburgo tenha mesmo utilizado três formações diferentes nesta sexta-feira. E o mais provável é que todas envolvam a principal dúvida no time: a lateral-direita. Para a posição, o técnico tem pelo menos quatro opções.

O titular Elder Granja pode ser mantido, apesar das fracas atuações nos últimos jogos, ou seu reserva Fabinho Capixaba pode ganhar a chance por ter se apresentado melhor nos treinos. As outras escolhas são improvisar o volante Sandro Silva, para coibir as subidas do flamenguista Juan, ou o meia Evandro, que poderia se aproveitar do lateral-direito Luizinho, alternativa rubro-negra caso o lesionado Juan não jogue.

De acordo com a ‘revelação’ de Diego Souza, no entanto, pelo menos uma das mudanças envolve o setor ofensivo. E alteraria exatamente a sua volta à equipe, já que o camisa 7 estava suspenso na derrota para o Grêmio no domingo. “Dessas três, eu estava na maioria, em duas”, comentou o jogador, com ares de despiste. “Não sei nem se vou jogar, o que é quero é estar em campo”, completou.

Apesar de tanto mistério, dificilmente o Verdão que entra no Maracanã será diferente da seguinte formação: Marcos; Gustavo, Roque Júnior e Martinez; Fabinho Capixaba (Sandro Silva ou Evandro), Pierre, Jumar, Diego Souza e Leandro; Kléber e Alex Mineiro.

Segredo vale a pena – Diferentemente do companheiro, Roque Júnior não deu pistas, falsas ou não, sobre o que foi treinado nesta sexta-feira. O zagueiro, contudo, aproveitou para dar seu aval à escolha de esconder a escalação em uma partida considerada decisiva tanto para Palmeiras quanto para Flamengo.

“Quando você dá a escalação antes, dá tempo para o treinador adversário arrumar o time. Quando é treino secreto, você gera dúvida no adversário. E tudo que é feito para confundir é válido nesta hora”, elogiou.

As aprovações a Luxemburgo, no entanto, foram as poucas palavras do camisa 33 sobre a atividade que encerrou os preparativos alviverdes. “Não dá para entregar nada. Só posso dizer que foi um bom treino, o Wanderley passou o que quer da gente no domingo e foi proveitoso”, desconversou.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo