iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

13/11 - 00:54

Renato Gaúcho culpa erros por goleada: “deixamos o Galo jogar”

“Nós erramos e pagamos pelos erros. A coisa que eu mais falo para eles é 'atenção'", lamentou treinador vascaíno 

Gazeta Esportiva

BELO HORIZONTE - O maior problema apontado pelo técnico Renato Gaúcho na difícil campanha que o Vasco faz tentando se livrar do rebaixamento no Campeonato Brasileiro voltou a assombrar o time nesta quarta-feira: o excesso de erros. Para o comandante, esse fator foi o responsável pela goleada de 4 a 1 sofrida diante do Atlético-MG.

“Nós erramos e pagamos pelos erros. A coisa que eu mais falo para eles é “atenção” e hoje eles entraram e deixaram o adversário jogar, e ele gostou do jogo. O Atlético-MG mereceu”, analisou o treinador, após o final do confronto, realizado no Mineirão, em Belo Horizonte.

Já no segundo tempo, o comandante ficou tão preocupado com as desatenções do elenco cruzmaltino que chegou a temer que o Galo devolvesse a goleada sofrida no primeiro turno, em São Januário, por 6 a 1, quando Oswaldo de Oliveira ainda era o técnico do Vasco. Por isso, preferiu reforçar a marcação sacando Edmundo do time.

“Tem horas em que o treinador vê que não dá para vencer ou empatar. É então que temos que trabalhar para não tomar mais gols e aí reforcei lá trás para não tomar seis. Vi que o time não ia criar mais e reforcei a defesa”, afirmou, evitando falar da atuação do trio de arbitragem: “não temos que chorar na arbitragem, ela foi bem. O que não esteve bem foi o meu time”.

Mais uma vez, o treinador reforçou o peso que o fator psicológico está tendo sobre o elenco vascaíno e, por isso, foi consolar imediatamente após o apito final o atacante Leandro Amaral pelo pênalti desperdiçado no final do jogo.

“O grupo sabe que eu estou sempre junto com eles, procuro sempre o melhor. O time esteve tão desatento que até pênalti perdemos, e com o Leandro, que é um excelente batedor. Fui consolá-lo porque é um jogador que tem a minha confiança. Não pode deixar ninguém abaixar a cabeça em um momento como esse. Estou triste e zangado, mas de cabeça erguida”, completou.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo