iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

13/11 - 10:10

Após oscilação, Hernanes admite tempo maior para engrenar

No início do segundo turno, Tricolor chegou a ficar 11 pontos atrás da liderança, mas se recuperou e é o atual líder 

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - O São Paulo está diante da real possibilidade de levantar mais uma vez o troféu do Campeonato Brasileiro. Depois de muita oscilação do clube durante a competição, o volante Hernanes admite que o Tricolor levou um tempo maior para engrenar neste Brasileirão, algo diferente do que ocorreu nos títulos de 2006 e 2007.

"Este ano demorou mais para chegarmos ao momento em que estamos. Nos outros anos, também oscilamos um pouco, mas engrenamos mais rápido. Essa foi a diferença dos outros anos", analisou o atleta.

Hernanes, porém, avisa que o período de oscilação do São Paulo nesta temporada foi algo normal, afinal, não é fácil manter-se com desempenho de alto nível por vários anos consecutivos.

“Não é fácil manter três temporadas jogando em alto nível e sem oscilar. São muitos jogos e o lado emocional tem de estar no limite. Para manter isso, é um gasto de energia muito grande. Às vezes, você deixa de estar no limite e acaba oscilando, porque tem outras equipes muito boas, que investiram. Crescemos na hora certa e estamos na briga ainda pelo título”, afirmou.

No início do segundo turno deste Brasileirão, o Tricolor chegou a ficar 11 pontos atrás da liderança, mas se recuperou e deu uma arrancada que o levou para a ponta. Apesar da reabilitação do time na competição, Hernanes revela que cogitou a possibilidade de o clube não brigar pelo título.

“Quando eu analisava racionalmente a coisa, cheguei a pensar que já não tínhamos o Paulista, nem a Libertadores e nem as Olimpíadas. Racionalmente, pensava que não teria chance. Mas não é a razão que domina nossas atitudes, mas sim nossa fé de que poderia acontecer. Não perdi as esperanças”, concluiu o atleta, que defendeu a seleção brasileira olímpica em Pequim.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo