iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

12/11 - 21:09

Verdão abre sindicância para analisar protesto contra Luxemburgo

Treinador pediu providências por parte da diretoria após um conselheiro do clube integrar um grupo de torcedores que cercaram o carro do técnico alviverde

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Se a última desavença com o goleiro Marcos terminou em churrasco, o protesto recebido pelo técnico Vanderlei Luxemburgo após a partida contra o Grêmio pode não acabar em pizza. O treinador pediu providências por parte da diretoria após o conselheiro Carlos Degon integrar um grupo de palmeirenses que cercou o carro do treinador na saída do Parque Antártica. E a solicitação foi aceita.

O presidente do Conselho Deliberativo do Palmeiras, Seraphim Del Grande, abriu uma sindicância para apurar os acontecimentos de domingo. Cinco conselheiros serão responsáveis pelas investigações.

“Na segunda-feira, eu já tinha telefonado para o diretor de sede (José Carlos Vinite Martins ) e pedi um relatório. Agora, todas as pessoas envolvidas serão chamadas para dizer o que aconteceu”, afirmou Seraphim Del Grande, em entrevista por telefone.

Após as investigações, caso a sindicância considere desrespeitosa a atitude de Carlos Degon, o assunto será levado para o Conselho Deliberativo do Palmeiras. Portanto, Carlos Degon corre o risco de sofrer uma punição interna.

“Pode ser uma advertência ou até uma punição porque um conselheiro não pode se portar de maneira imprópria em uma situação como essa”, disse Seraphim Del Grande.

Leia mais sobre: Palmeiras Vanderlei Luxemburgo



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo