iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

11/11 - 23:18

Givanildo minimiza os efeitos do pênalti perdido por Túlio

Artilheiro da Série B perdeu uma penalidade quando o Santo André vencia o jogo por 2 a 1

Gazeta Esportiva

GOIÂNIA - Após perder a vaga no G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro com derrota por 3 a 2 para o Barueri, o técnico Givanildo de Oliveira minimizou a influência psicológica que o pênalti desperdiçado por Túlio Maravilha teve na equipe. O artilheiro da Série B isolou por cima do gol a penalidade, quando o time goiano ainda perdia por 2 a 1, aos 19 minutos do segundo tempo.

”O pênalti às vezes mexe (com o time). É a mesma coisa quando o goleiro defende o pênalti e o time cresce. Acontece. Isso faz parte talvez pelo fato de o time não ter jogado bem também contra o Marília. Até no primeiro tempo tivemos a bola de empatar e virar, mas não conseguimos”, analisou o treinador.

Curiosamente, foi o segundo pênalti perdido pelo matador nesta reta final da Série B, os dois únicos desperdiçados em toda a competição – antes, errou também na derrota para o Paraná. Imediatamente após isolar a cobrança, Túlio foi substituído, mas Givanildo também descartou influência do erro nesta ação.

“O Túlio é maduro para perder um pênalti e continuar em uma partida. Mas essa foi a primeira vez que o túlio perdeu o pênalti?”, indagou em tom de desafio, o treinador: “O pênalti não determinou que o time caiu. A equipe ainda foi em cima, fez o segundo gol. O problema é que tomou o terceiro”.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo