iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

11/11 - 15:23

Apesar da derrota, duelo contra São Paulo vira motivação na Lusa

Equipe está na antepenúltima colocação do Brasileiro, com 36 pontos em 34 partidas, restando quatro jogos

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Nos dois confrontos contra equipes que estão nas primeiras colocações, a Portuguesa somou apenas um ponto, conquistado no empate por 2 a 2 com o Flamengo cedido nos acréscimos no Maracanã. No sábado, o time perdeu no Canindé por 3 a 2 para o São Paulo.

Mesmo assim, o desempenho é usado como exemplo para a Lusa deixar a zona de rebaixamento.

Com o clube na antepenúltima colocação do Brasileiro, com 36 pontos em 34 partidas, Estevam Soares tem mais quatro rodadas para tirar o time das quatro últimas posições. A distância para fugir da faixa perigosa da tabela, no entanto, é de apenas um ponto, o que faz com que o treinador não lamente tanto o tropeço no final de semana diante do líder do campeonato, encerrando uma seqüência invicta dos rubro-verdes.

“É muito difícil você vir de uma seqüência de cinco jogos sem derrota e acaba tendo um resultado negativo em um clássico contra o São Paulo. E na circunstância que aconteceu. Tivemos chance de conseguir a vitória ou até mesmo o empate, que não seria tão ruim”, lembra o técnico, que usou a reapresentação do elenco na segunda-feira para manter o ânimo de todos.

“A minha primeira providência foi antecipar a reunião com os jogadores para essa segunda-feira. Conversamos, corrigimos, mostramos o que erramos e também parabenizamos pela boa performance. Já temos que levantar a moral da tropa visando a partida contra o Fluminense”, explica Estevam.

Neste sábado, os paulistas visitam o Tricolor carioca no Maracanã em confronto direto para não voltar à Série B. Além do time de René Simões, os lusitanos ainda encaram Goiás e Sport, ambos no Canindé, e Cruzeiro, no Mineirão, antes de encerrar sua participação na elite do futebol nacional em 2008.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo