iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

10/11 - 21:27, atualizada às 07:51 11/11

Torcida já canta “é campeão”, mas direção tricolor tem cautela

"No ano passado, já tínhamos alguma coisa preparada antecipadamente. Mas este ano está mais complicado”, afirmou dirigente

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - A diretoria do São Paulo lançou mais uma loja da grife do clube em um shopping da capital paulista. Com o time na liderança do Campeonato Brasileiro, dezenas de torcedores do clube compareceram e lotaram o espaço de 90 metros quadrados, exercendo ‘forte marcação’ nos jogadores e dirigentes são-paulinos presentes.

Apesar de a torcida ter entoado o grito de “campeão”, a direção do time do Morumbi ainda mostra cautela. Restando quatro rodadas para o fim do campeonato e com apenas dois pontos de vantagem sobre o vice-líder Grêmio, o vice-presidente de marketing, Julio Casares, explicou que é o momento de ter cautela.

“Ninguém vai comemorar antecipadamente. No ano passado, já tínhamos alguma coisa preparada antecipadamente. Mas este ano está mais complicado”, afirmou Casares, que representou a direção do clube, com a ausência do presidente Juvenal Juvêncio. Em 2007, o Tricolor assegurou o troféu na 34ª rodada e a festa já estava preparada.

Mesmo com o entusiasmo da torcida, o dirigente assegurou que ainda não há qualquer projeto de marketing encaminhado para festejar o eventual hexacampeonato. “Há uma sintonia fina entre o marketing e o futebol e não vamos dar passe errado. Estamos concentrados no resultado final. Não temos peça que já esteja preparada”.

Em contrapartida, o torcedor tricolor não deve ficar preocupado. Casares avisa que, se o clube se sagrar campeão, haverá tempo para lançar produtos comemorativos em dezembro. “A última partida é dia 7 de dezembro. Se acontecer, nossa agilidade permite pensar em algo para o Natal”.

Na inauguração da segunda loja da grife do clube, nesta segunda-feira, a torcida aproveitou para conhecer os setes jogadores que compareceram. O espaço da loja ficou lotado e os atletas suaram dando autógrafos e posando para fotografias. O volante Zé Luis, um dos mais assediados, precisou dar uma escapulida para os fundos da loja, na escada de acesso à cozinha. Sempre solícito a cada pedido dos fãs, o volante só conseguiu beber água ao desaparecer momentaneamente.

No entanto, o ‘refúgio’ do atleta foi descoberto por torcedores, que o espremeram nos fundos da loja. Com o rosto escorrendo suor, Zé Luis não encontrava escapatória e só ria da situação. Em outro canto da loja, o atacante Borges também foi bastante assediado pelos fãs, enquanto os reservas Bosco, Aislan, Anderson, Rafael e André Lima davam autógrafos.

Para saírem da loja, os atletas precisaram da ajuda de seguranças do clube, mas no curto caminho até a saída ainda pararam para posar para as máquinas fotográficas digitais.


Leia mais sobre: São Paulo Brasileirão



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Futura Press

Vem festa aí
De acordo com a torcida do tricolor paulista, São Paulo já pode comemorar seu 6º título Brasileiro

Topo