iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

10/11 - 12:56

Risco de queda do Santos dobra após derrota no Rio

Equipe tem 8% de chance de disputar a série B em 2009, contra 4%, que possuia antes do jogo com o Vasco

Gazeta Esportiva

SANTOS - O sinal de alerta voltou a acender na Vila Belmiro. Depois de engatar uma reação no Campeonato Brasileiro e sonhar inclusive com uma vaga à Libertadores, o Santos voltou “flertar” com a zona e rebaixamento da competição, graças às duas derrotas seguidas diante de Palmeiras e Vasco.

Antes de entrar no gramado de São Januário para encarar os cariocas, a possibilidade de disputar a Série B em 2009 era de apenas 4%, segundo os cálculos do matemático Tristão Garcia. Nesta segunda, com a tabela de prognósticos atualizada, o risco de os santistas deixarem a elite dobrou e, agora, é de 8%.

Ipatinga, Figueirense, Portuguesa e Fluminense, que a exemplo do Santos deixaram a última rodada derrotados, também viram a porcentagem de queda aumentar e, com ela, a dor de cabeça dos torcedores.

Lanterna da competição, o Ipatinga deu mais um pequeno passo para voltar ao lugar de onde saiu em 2007, aumentando de 97 para 98% o risco de cair após a goleada sofrida para o Internacional, em Porto Alegre.

A Lusa, que merecia melhor sorte diante do São Paulo, sábado, mas deixou o Canindé com uma derrota por 3 a 2 e voltou à zona de degola, viu as possibilidades de rebaixamento aumentarem de 36 para 62%.

O time do Canindé tem a seu favor o fato de disputar os dois últimos jogos, contra Goiás e Sport, nos seus domínios. Na próxima rodada, encara confronto direto contra o Fluminense, no Maracanã, e encerra sua participação contra o Cruzeiro, em Belo Horizonte.

O Flu, que entrou na rodada com 30% de possibilidades de voltar à Série B, pagou caro pelo tropeço diante do Cruzeiro e agora tem um porcentual de 42% de chances de deixar a elite nacional em dezembro.

O Tricolor tem a seu favor o duelo contra o Ipatinga na última rodada, no Rio de Janeiro, além do confronto direto com a Lusa. A equipe também poderá ser favorecida caso o Inter, envolvido na Sul-americana, jogue com seus reservas no próximo dia 23, mas terá osso duro de roer contra o São Paulo, aspirante ao título, na penúltima rodada.

Derrotado pelo Atlético-PR, que agora respira mais aliviado, com 23% de possibilidades de cair, o Figueirense aumentou seu risco de queda de 60 para 82%, podendo fazer companhia ao “virtual” rebaixado Ipatinga em caso de nova derrota diante do líder São Paulo, domingo, no Morumbi. A equipe ainda terá pela frente Náutico e Internacional em casa e Botafogo, fora.

O Náutico, que somou um ponto na rodada diante do Coritiba, segue na zona de rebaixamento, mas agora com 43% de possibilidades de cair, 2% a menos do que possuía antes do final de semana.

O Vasco, que bateu o Santos com um gol polêmico, de pênalti, saiu da zona de rebaixamento e chutou para longe o percentual de 65% de risco que o assombrava. Agora, segundo Tristão Garcia, o risco de queda para o time de São Januário é bem menor: 41%.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo