iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

10/11 - 13:36

Goiás vai ao banco dos réus por briga de torcidas no Serra
Se condenado, clube pode perder o mando de campo de uma a 10 partidas e pagar multa de R$ 10 mil a R$ 200 mil

 

Gazeta Esportiva

GOIÂNIA - A segunda-feira é de folga para o elenco do Goiás, que se reapresenta apenas na terça-feira para os treinamentos da semana. Mas nem por isso o clube terá descanso: nesta tarde, os advogados do Esmeraldino vão ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para tentar a absolvição do time em decorrência dos acontecimentos no Serra Dourada, na vitória por 3 a 0 sobre o Cruzeiro há uma semana.

O primeiro julgamento do Goiás acontecerá às 18 horas (de Brasília). O clube foi enquadrado no artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), por deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir desordens em sua praça de desporto. Se condenado, pode perder o mando de campo de uma a dez partidas e pagar uma multa que varia de R$ 10 mil a R$ 200 mil.

Os incidentes aconteceram em 2 de novembro nas arquibancadas do Serra Dourada, em um conflito entre torcedores de Goiás e Cruzeiro com apenas nove minutos de jogo. A partida foi inclusive interrompida por um minuto pelo árbitro Paulo César de Oliveira, que relatou na súmula a ação da polícia: utilizou balas de borracha e bombas de efeito moral para conter o alvoroço.

O julgamento pode fazer com que o Goiás não volte mais ao Serra Dourada em 2008. A próxima partida da equipe esmeraldina no Campeonato Brasileiro já acontecerá fora de sua casa habitual, contra o Botafogo no Estádio Juscelino Kubitschek no próximo domingo. Este ano, ainda está marcada a partida na última rodada contra o São Paulo, no Serra.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo