iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

10/11 - 14:59

Desespero de Marcos evidencia inoperância do ataque palmeirense
Com ausências de Kléber e Diego Souza, volante Jumar foi o maior finalizador alviverde contra o Grêmio

Redação iG Esporte e Footstats

SÃO PAULO - Depois de sofrer o gol num lance em que Tcheco não visava o chute direto, o goleiro Marcos tentou, a contragosto do treinador Luxemburgo, o que os atacantes mal fizeram: finalizar. Contra o Grêmio, o Palmeiras atingiu a pior marca de chutes durante toda a temporada, com dois arremates.

Ironicamente, o ataque foi a posição que Luxa mais modificou durante a sua segunda derrota em casa, utilizou quatro atacantes, no entanto, nenhum deles teve sucesso. Acabou sobrando para os volantes Jumar e Léo Lima que, de longa distância, tentavam marcar.

E o fato justifica os números do Palmeiras no ano, afinal, o clube é o único dos vinte times da Série A que ainda não marcou de fora da área com a bola rolando. Os melhores nesse fundamento são Fluminense e São Paulo, ambos com 5 gols de longe.

Mas na decisão deste domingo, boa parte desta incapacidade ofensiva do Alviverde foi mérito da defesa gremista, a melhor do Brasil com 0,84 gols sofridos por partida. E também por ser o clube que menos assistiu finalizações dos adversários. O goleiro Victor, 11° do País em número de defesas, não bloqueia mais do que quatro bolas por partida.

Veja abaixo as defesas que mais dão trabalho aos goleiros:

Clubes

Gols sofridos

Finalizações sofridas

Figueirense

65

216

Portuguesa

61

214

Atlético-PR

46

206

Náutico

47

204

Flamengo

35

200


Leia mais sobre: Palmeiras Marcos



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

Defesa falha
Palmeiras arriscou muito pouco diante do Grêmio, vice-líder do Campeonato Brasileiro

Topo